As 6 práticas sobre como ser um bom educador físico
Aprendizado

As 6 práticas sobre como ser um bom educador físico

Escrito por Unisport Brasil

O trabalho de um educador físico vai muito além de dar aula em escolas. Esse profissional pode treinar atletas, oferecer coaching esportivo, atuar em academias e clubes, ajudar na recuperação de pessoas que sofreram acidentes e desejam se restabelecer, planejar atividades para populações especiais, bem como outras atuações no desenvolvimento de habilidades motoras e capacidades físicas. No entanto, você saber como ser um bom educador físico?

Atualmente são muitas as pessoas que se formaram ou estão se formando em educação física. Por isso, um bom profissional que deseja ganhar reconhecimento deve procurar seu diferencial e se desenvolver dentro da carreira.

Neste post você vai conhecer as 6 principais habilidades e competências para que um educador físico possa se tornar um profissional de destaque. Está preparado? Então venha conosco!

1. Aposte em uma boa comunicação

Lidar com pessoas é um trabalho que exige uma boa comunicação, uma vez que cada indivíduo pode pensar e interpretar as palavras de maneiras diferentes. Como educador físico, sua missão deve ser dar boas orientações e garantir que elas sejam compreendidas corretamente.

Sendo assim, esteja sempre atento a ter uma linguagem profissional, mas didática. Afinal, a maioria das pessoas não está acostumada com os termos técnicos, e uma explicação mais simples facilita o entendimento. Isso é essencial para evitar problemas de compreensão no dia a dia.

Se necessário, esteja sempre disposto a explicar novamente uma informação de maneiras diferentes, bem como exemplificá-la pacientemente. Para trabalhar essa questão, estar em contato com pessoas de hábitos e culturas diferentes pode ser de grande utilidade.

2. Nunca pare de estudar

Um dos passos mais essenciais para quem deseja se tornar um profissional qualificado e reconhecido dentro de qualquer profissão é nunca de deixar de estudar. Isso significa que você sempre deve procurar tirar dúvidas que costumam surgir no dia a dia, na faculdade e no trabalho.

É normal que questões apareçam, uma vez que a cada dia despontam novas tendências no setor de esporte e saúde. Há, ainda, os estudos e descobertas dentro dessas áreas, como a evolução da fisiologia do exercício e dos processos de treinamento. No entanto, é preciso sanar as perguntas para se tornar ainda mais competente.

Ademais, ler livros, escolher cursos para se atualizar sobre as novidades do mercado e, ainda, fazer uma especialização em uma área que lhe agrada são deveres para alcançar o sucesso. Por isso, procure por instituições que ofereçam cursos de qualidade e especializações que se adéquem ao seu gosto.

3. Seja dinâmico

Ser dinâmico significar criar e adaptar o seu trabalho para o seu público de acordo com o momento e as metas individuais. Para tanto, um bom profissional deve investir em aulas dinâmicas e criativas para manter os alunos, clientes e/ou atletas interessados e motivados para que possam se desenvolver ainda mais e não acabem desanimando da rotina de exercícios.

Isso é possível na área de educação física, uma vez que o educador tem liberdade para trabalhar da maneira que achar melhor, desde que seja com segurança e baseado nos conceitos que aprendeu em sua formação.

Se deseja alcançar esse e outros objetivos, é essencial não apenas se aprimorar em sua área por meio de cursos, mas também ter maior experiência. No entanto, nem sempre é necessário ter anos de trabalho em diversas áreas — desde que você aproveite cada oportunidade e momento não só para ensinar, mas também para aprender.

4. Adote o que você vende

Em qualquer área em que você trabalhe, é necessário ir muito além de fazer uma boa propaganda e convencer as pessoas de que você é o especialista mais indicado para ajudá-las a suprir as necessidades e alcançar os objetivos.

Um bom educador físico também deve adotar para si a imagem e práticas que ele vende e, é claro, entregar para seus clientes aquilo que seu serviço promete. Quando você consegue atingir essas metas, o cliente fica feliz, vê resultados e, o melhor, passa a falar bem do seu trabalho e recomendá-lo para conhecidos que tenham interesses semelhantes.

Por isso, quando você age com profissionalismo, ética e honestidade, seu trabalho é reconhecido e seu nome não corre o risco de ficar malvisto em sua região e área de atuação.

5. Se comprometa com o desenvolvimento de seus clientes

Se você pratica o que vende, já está no caminho certo. Porém, o desenvolvimento dos clientes depende também de suas qualificações como educador físico de sucesso. É preciso ter firmeza, mas com cuidado para não ser grosseiro, além de desenvolver empatia e ter paciência.

Tomemos como exemplos as pessoas saudáveis que querem se exercitar para melhorarem ainda mais o seu condicionamento físico e os indivíduos que estão debilitados, mas desejam sair dessa situação. O primeiro grupo tende a ser mais resistente, bem como a aguentar uma maior cobrança e sobrecarga de treinamento. Já o segundo precisa de mais empatia e motivação para não perder o foco nos treinos, devido ao psicológico abalado.

Em vista disso, é necessário que você vá além do que outros profissionais fazem. Ofereça o seu melhor e faça tudo o que estiver ao seu alcance pelo aprimoramento dos alunos e para uma boa relação com eles.

6. Invista sempre na segurança de seus clientes

Por último, mas não menos importante, você deve investir na segurança dos clientes. Isso significa dar atenção a eles, observar atentamente a execução dos movimentos, garantir uma boa comunicação e praticar a ética profissional. Além disso, é preciso fazer a manutenção de equipamentos e trocá-los por novos quando necessário.

Uma boa dica para evitar problemas comuns é orientar com atenção quando observar alguém executando movimentos imprecisos. Explique o que está errado, como fazer corretamente e informe os malefícios que a prática equivocada pode acarretar. Ademais, é indispensável estar atento às dificuldades e limitações de cada aluno, como problemas e doenças que possam exigir maior atenção.

Agora que você já sabe como ser um bom educador físico, pode começar a se desenvolver profissionalmente no mundo da educação física e do esporte. Esse caminho pode ser desafiador, mas com atenção e prática é possível aprender a lidar com pessoas diferentes, garantir segurança e aprimoramento, bem como manter os alunos motivados e ser reconhecido no mercado.

O que achou de conhecer um pouco mais sobre as aptidões de um bom educador físico? Aproveite para conferir também 6 dicas para professores de educação física se manterem atualizados

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This