Basquete americano: o que podemos aprender com os técnicos da NBA?
Basquete

Basquete americano: o que podemos aprender com os técnicos da NBA?

Escrito por Unisport Brasil

A NBA, em sua última temporada, bateu recordes de audiência. Desde Michael Jordan, a liga não teve tanta gente assistindo às finais pela televisão.

Além disso, não é preciso muito para falar que o basquete americano possui a maioria dos melhores jogadores e treinadores do planeta. No entanto, fica a pergunta: o que podemos aprender com os técnicos de basquete americano?

1. A perseverança de Steve Kerr

O treinador do Golden State Warriors, Steve Kerr, dispensa comentários. Em sua estreia na liga, ele foi nada mais nada menos do que campeão da NBA. Steve não é o melhor da história, mas, sem dúvida, ele é um candidato ao topo da sua categoria com três finais e dois títulos em apenas três temporadas.

Mas qual é o segredo? É preciso falar que não existe receita mágica para o sucesso e, caso existisse, teria que ter algo que separa um dos outros, pois todo mundo terminaria empatado. Quando perguntado como ele deixa os seus jogadores motivados jogo a jogo, Kerr diz que ele consegue encontrar humor e ironia nas coisas toscas do mundo.

Vale lembrar que depois de uma temporada quase perfeita — o Golden State chegou a bater o record do Chicago Bulls e conseguiu 73 vitórias na temporada —, os Warriors deixaram escapar a série contra o Cleveland Cavaliers e tomaram uma improvável virada depois de liderarem por 3 a 1 o confronto.

E o quê o treinador do Golden State fez depois desse fiasco? Organizou a casa na temporada seguinte; deu risada de si mesmo; voltou com um time mais estável; chegou em outra final diante de Cleveland e venceu. Para ele, apesar da derrota do ano anterior ter sido devastadora, foi terrível apenas por um momento, não é algo que deve durar para sempre.

Com originalidade, ímpeto, genialidade e coragem, Kerr vai traçando o seu caminho. Não se esqueça de aprender com ele. Quando cair, esteja pronto para se levantar.

2. O conhecimento de Gregg Popovich

Gregg Popovich é conhecido como um dos melhores treinadores não só da NBA, mas de toda a história do esporte. Conhecido como “Coach Pop”, ele conseguiu a sua fama depois de levar o Santo Antônio Spurs a nada mais, nada menos, que cinco títulos da NBA. Além disso, Popovich obteve três vezes a nomeação de melhor técnico do ano.

Um dos grandes diferenciais do Coach Pop é que ele está antenado em todas as coisas que acontecem no mundo. Mesmo com 68 anos, Popovich não tem medo de expor as suas opiniões.

LaMarcus Aldridge, jogador dos Spurs, comentou ao The Undefeated que nunca conheceu um técnico que realmente fizesse os jogadores aprenderem outras coisas além do basquete.

Apesar disso, Popovich leva o seu trabalho muito a sério, ele só não deixa que o basquete se torne o único foco do seu grupo. Isso explica muito a sua ascendência sobre os seus jogadores.

Filho de pai croata e mãe sérvia, Coach Pop viveu a sua infância em East Chicago em Indiana. Mais tarde serviu o exército dos Estados Unidos da América onde aprendeu muito sobre o basquete. Hoje, além de um treinador super vitorioso, Popovich tem erguido sua voz para enfrentar o racismo. Cabe aqui a lição de que expandir o seu conhecimento é determinante para que você seja um bom treinador.

3. A liderança de Phil Jackson

Philip Douglas Jackson, também chamado carinhosamente de “Phil”, é um ex-técnico de peso. Ele foi o técnico principal do lendário Chicago Bulls — 1989 até 1998 — onde conseguiu seis títulos da NBA. Depois, Phil foi para o Los Angeles Lakers e conquistou mais cinco campeonatos. Como jogador, ele ainda levou dois títulos para o New York Knicks.

Um dos maiores trunfos de Phil Jackson é a sua liderança. Mesmo treinando os melhores jogadores do mundo (Michael Jordan, Shaquile O’Neal e Kobe Bryant), ele não só sabia controlar o elenco como fazia com que todos soubessem jogar sem a sua supervisão direta. Para jogar com Phil, todos deviam ter a confiança e serem grandes líderes.

A mentalidade dos times desse treinador era vencer sempre, independentemente do lugar ou do adversário. O ex-coach dos Celtics é um mestre na criação de equipes vencedoras. Ele conseguiu criar uma cultura que fazia com que os seus jogadores se sentissem valorizados e, por isso, conseguia tirar o melhor de cada um.

Apesar de toda essa mentalidade vencedora, Phil sempre foi considerado um técnico muito calmo. Toda vez, ele conseguia ficar tranquilo,  mesmo sob a pressão de treinar os melhores times de sua época.

A ideia de Phil é de que o seu temperamento passa diretamente para os seus jogadores. Se ele quisesse que o seu grupo fosse calmo, ele deveria ser o primeiro a dar o exemplo e ter frieza para aguentar a pressão.

4. O pioneirismo de Auerbach no basquete americano

Arnold Jacob “Red” Auerbach foi treinador dos Washington Capitols, do Tri-Cities Black Hawks e do Boston Celtics. Como treinador ele venceu 938 jogos e nove títulos da NBA (superado apenas por Phil Jackson). Além disso, Auerbach ainda venceu mais 7 títulos ou como presidente ou como administrador de suas equipes.

Esse treinador multicampeão sempre será lembrado como vanguarda no basquete. Suas táticas de contra-ataque foram inovadoras para a sua época fazendo com que o seu time pegasse as defesas adversárias desprevenidas e em menor número.

Completo, Auerbach ficou conhecido por escolher jogadores independentemente da sua origem ou cor. O que importava era o talento. Em 1950, ele fez história escolhendo o primeiro jogador afro-americano para entrar em um time da NBA. Esse jogador era Chuck Cooper, considerado até hoje um dos melhores jogadores da história do Boston Celtics.

Cada um desses treinadores incríveis adotou diversas técnicas para conseguir o sucesso. Aprenda com eles, seja vanguardista, tenha liderança, obtenha o conhecimento e não se esqueça de aprender com os seus erros. Contudo, o mais importante é você encontrar a sua maneira de fazer isso.

E então, o que você acha desses exemplos de sucesso? Quer conhecer mais sobre o basquete americano? Siga a nossa página no Facebook!

 

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This