Bíceps de 34 centímetros quer dizer estar forte? Bíceps de 34 centímetros quer dizer estar forte?
Aprendizado

Bíceps de 34 centímetros quer dizer estar forte?

Escrito por Unisport Brasil

No mundo do esporte e fitness existem muitas coisas certas e muitas lendas. Uma dúvida que a grande maioria dos esportistas, principalmente homens, têm é: estou forte ou gordo? Então começam todo tipo de especulações, umas certas e outras completamente de outro mundo. Uma das coisas que as pessoas gostam de medir é o bíceps (o termo correto dessa medida é perímetro do braço).

O bíceps é um musculo que têm uma tripla função: flexionar o cotovelo, flexionar o ombro e supinar o antebraço. É um musculo que está na rotina de treino de praticamente todo mundo seja esportista ou atleta. Uma das lendas é que um bíceps com um perímetro de 34 centímetros é considerado ter um braço forte (se você nunca ouviu isso por ai, ótimo!) e para muitos homens, quanto maior melhor. Veremos se isso é totalmente certo.

O perímetro corporal é a medida da circunferência de um seguimento; ao redor dele. Essa medida antropométrica é importante para conhecer melhor a composição corporal junto com outras medidas. A antropometria é a ciência aonde medimos o corpo através de diversas técnicas que nos darão informações como a massa muscular, a gordura corporal, o tamanho dos ossos, etc.

Podemos medir todo o corpo e existe uma quantidade enorme de técnicas e procedimentos utilizando muitas ferramentas. Com os resultados dela os profissionais da saúde conseguem entender melhor o corpo e determinar as condutas mais adequadas com relação ao treino e à dieta.

    Fique por dentro de novidades da área esportiva!

    Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas.

    Uma das medidas que usamos na antropometria são os perímetros que são medidos no corpo todo. Existem duas medidas de perímetro para o bíceps que são chamadas perímetro do braço e perímetro do braço contraído. A técnica consiste em medir a circunferência do braço (braço é a parte do corpo compreendida entre o ombro e o cotovelo) com o bíceps relaxado e contraído em duas posições: braço relaxado ao lado do corpo e bíceps contraído com o braço elevado, conforme as imagens abaixo. 

    Diz a lenda que quando o perímetro do braço contraído é igual ou maior que 34cm o braço está forte. Na verdade, depende. A medida de perímetro não tem em conta a gordura, ela é uma medida que junta todos os tecidos (músculos, ossos, gordura, etc).

    Sendo assim, um bíceps de 34cm pode ser um braço musculoso ou “gordo”. Tanto um atleta bem treinado como uma pessoa acima do peso ou grande podem ter os 34cm de bíceps ou mais e somente essa medida não dá muito mais informação. Se não temos em conta a gordura que existe no braço o perímetro é uma informação incompleta. 

    Para saber o quanto de gordura temos no braço existem duas formas de medir: a bioimpedância e as medidas das dobras cutâneasdo bíceps e do tríceps. As dobras cutâneas são uma medida antropométrica que e realizamos com uso de um  adipômetro que “separa” a pele e a gordura do tecido muscular e as mede.

    Um braço de 34cm com muita gordura, logicamente não estará “forte” e um com os mesmos 34cm e pouca gordura estará “mais forte”. Na anatomia, quanto maior um músculo mais forte ele é. Os dois sujeitos da foto a seguir poderiam perfeitamente ter a mesma medida de perímetro de braço e claramente são pessoas muito diferentes.

    Esse mesmo raciocínio que usamos para os bíceps podem ser extrapolados para o resto do corpo, como as coxas por exemplo, que muitas mulheres gostam de medir. Mas lembrese, você pode ter “coxas grossas” mas elas podem estar grossas de musculo ou de gordura. Somente o perímetro não
    é determinante, ou seja, só medir o perímetro da coxa não diz se você está forte ou “gorda”.

    Se você gosta de tomar as medidas do seu corpo para saber como está, o melhor é procurar um profissional da saúde que conheça e trabalhe com composição corporal (tanto bioimpedância como antropometria) para que ele te avalie e te possa orientar melhor. Através da análise da composição
    corporal é que sabemos de verdade como é o corpo e controlamos o treino e a dieta. Sem isso é impossível saber se você vai por bom caminho e se você está como realmente acha que está.

    Caso você seja um profissional da saúde (fisioterapeuta, educador físico, nutricionista ou médico) você deveria ter os conhecimentos em avaliação da composição corporal. Dessa forma você poderá ajudar muito melhor os seus pacientes/clientes e fazer um seguimento muito mais criterioso.
    Lembre-se, bíceps de 34cm é uma lenda e para tirar conclusões é preciso fazer uma avaliação da composição corporal completa. E sim, quanto maior um músculo mais forte ele é.

    Escrito por Dr. Uriel Sena
    Fisioterapia e Medicina do Esporte.

    Powered by Rock Convert

      Fique por dentro de novidades da área esportiva!

      Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas.

      Sobre o autor

      Unisport Brasil

      Deixar comentário.

      Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

      Share This