Coaching de carreira: conheça 6 cases de sucesso
Aprendizado

Coaching de carreira: conheça 6 cases de sucesso

Escrito por Unisport Brasil

É comum, em algum momento da sua vida profissional, você ter dúvidas sobre os próximos passos. Que caminho seguir para alcançar os seus objetivos e mudar sua vida? O coaching de carreira tem o papel de auxiliar nesse processo com uma metodologia que preza pelo autoconhecimento.

Uma das formas de se inspirar é ler sobre histórias de sucesso de empresários e profissionais que encontraram o seu significado e fizeram a diferença. Eles são coaches da vida real, pois o seu progresso é a prova de que é possível atingir metas e se realizar profissionalmente.

Separamos seis casos de pessoas bem-sucedidas e demonstramos os ensinamentos que elas deixam para os outros. Confira!

1. Jeff Bezos

A maior fortuna do mundo pertence ao americano Jeff Bezos, que ficou conhecido por fundar e ser o CEO da Amazon, uma gigante do comércio eletrônico. Com patrimônio líquido estimado em US$ 165 bilhões, esse empreendedor tomou uma decisão difícil no início da carreira, que não seria vista com bons olhos por todos.

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Formado em Engenharia Elétrica e Ciência da Computação na Princeton University, ele largou uma carreira promissora no mercado financeiro, em que era vice-presidente de um fundo de investimentos, para fundar a Amazon em 1994. O objetivo era vender livros pela internet — uma tecnologia que estava em desenvolvimento.

Em 25 anos, a Amazon está próxima de atingir US$ 1 trilhão de valor de mercado e se transformou em um império do comércio e da tecnologia. O grande ensinamento de Bezos é pensar grande e explorar mercados pouco conhecidos, com preparo e estratégia para crescer continuamente.

2. Reed Hastings

Se você gosta de assistir filmes e séries pela Netflix, então deve agradecer a Reed Hastings. O empresário é um dos fundadores e atual CEO da empresa que revolucionou o mercado audiovisual permitindo explorar milhares de títulos em casa com uma assinatura mensal.

Depois de se formar na faculdade, Hastings deu aula de matemática na Suazilândia, um país pobre da África — experiência que ele acredita ter ajudado no seu sucesso profissional. O começo da Netflix foi em 1997, quando a empresa criou um serviço online para alugar filmes e receber em casa.

Em 2007, a empresa mudou o seu negócio de aluguel de DVDs para vídeos sob demanda e, com uma cultura organizacional conhecida por valorizar os funcionários, transformou-se nessa gigante do audiovisual. O grande ensinamento do empresário é a adaptação, ou seja, entender os caminhos do mercado e se atualizar sempre.

3. Ryan Hreljac

O canadense Ryan Hreljac tinha apenas seis anos quando soube da escassez de água na África durante uma aula na sua escola. A professora falou sobre a WaterCan, uma fundação que construía poços por US$ 70, e ele juntou o dinheiro realizando pequenas tarefas domésticas financiadas pelos pais.

O problema é que, quando conseguiu reunir a quantia, descobriu que o custo real do poço era de US$ 2 mil, mas isso não significou o fim do seu objetivo. Hreljac começou a fazer tarefas no seu bairro, o que criou uma corrente do bem com amigos e familiares, até chegar ao número necessário.

Em janeiro de 1999, foi perfurado um poço na Uganda e Hreljac começou a se comunicar com uma escola próxima. Na sua primeira viagem ao país, ele foi recebido com festa e, atualmente, aos 28 anos, a fundação que criou já construiu outros 400 poços e tirou a sede de 500 mil africanos. Persistência é a chave!

4. João Appolinário

Quem nunca assistiu a um comercial da Polishop? A mente por trás dessa empresa é João Appolinário, o seu criador na década de 90 que hoje fatura R$ 1,5 bilhão com as vendas pela internet, televisão, lojas físicas e consultores. A sua história tem adaptação e visão como componentes fundamentais.

Appolinário começou a carreira como sócio de um negócio da família, mas decidiu começar uma empreitada sozinho depois de viajar para Miami, nos Estados Unidos. Voltou ao país com alguns exemplares da 7 Day Diet, um kit que prometia ao consumidor perder peso em apenas uma semana.

Mesmo com a tentativa de dissuasão de amigos e consultores, o empreendedor decidiu vender o produto pela TV, o que rendeu R$ 138 milhões de faturamento com 600 mil kits e o nascimento da Polishop. Se fosse um coach de carreira, ele poderia dizer que o mais importante é entender o mercado e oferecer soluções acessíveis.

5. Marcelo Pires

Você pode nunca ter ouvido falar esse nome, mas Marcelo Pires impacta, todos os dias, a vida de pessoas com deficiência física. Ele é o fundador da Consolidar, uma consultoria que presta serviços de recrutamento, seleção e assessoria para programas de diversidade e inclusão.

A sua carreira tem relação direta com a sua infância, em que seu pai ajudava um menino com necessidade especiais que vivia na sua vizinhança. O convívio demonstrou que as diferenças entre os dois eram apenas relativas, porque uma pessoa nessas condições pode ser melhor do que alguém “normal”.

A sua trajetória teve altos e baixos, principalmente quando comprou um posto de gasolina em 2001 e colocou somente pessoas especiais no quadro de funcionários. A inexperiência gerou problemas de gestão, mas o seu propósito de fazer diferença, que é o maior ensinamento, transformou a empresa em uma referência em diversidade.

6. André Gravatá

André é jornalista por formação, mas encontrou na educação e na literatura uma forma de fazer a diferença. É coautor do livro Volta ao Mundo em 13 Escolas, que percorreu nove países diferentes para buscar iniciativas inovadoras nessa área e apontar como o Brasil pode melhorar os seus índices de ensino.

Ele foi o criador do Virada Educação e participa do Criativos da Escola, que são iniciativas que visam aumentar o protagonismo das crianças na sua história. Dessa forma, elas são estimuladas a se engajar nas comunidades, partindo do conceito de que a educação não deve ser restrita às escolas.

A história profissional de André Gravatá prova que você pode conquistar o sucesso ao ajudar e inspirar outras pessoas. É o mesmo caso de um técnico, por exemplo, que, além de conquistar bons resultados, precisa ser o responsável pelo crescimento e desenvolvimento dos seus alunos/jogadores.

Esses são alguns exemplos de profissionais que mudaram o seu destino e ensinaram como persistência, estratégia e visão podem levar você mais longe. O coaching de carreira é um processo que permite desenvolver essas habilidades, encontrar formas de fazer a diferença e conquistar o sucesso profissional.

E aí, gostou deste artigo? Curta a nossa página no Facebook e receba mais conteúdos sobre carreira!

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This