Como o basquete ajuda na inclusão social?
Basquete

Como o basquete ajuda na inclusão social?

Escrito por Unisport Brasil

A integração de crianças e adolescentes na sociedade através do esporte é uma ação crescente nos últimos tempos e que vem dando certo. Nesse cenário, basquete e inclusão social são dois fatores que combinam, visto que o esporte é de fácil acesso e pode ser jogado entre poucas ou muitas crianças.

Se você deseja saber um pouco mais sobre o basquete e como ele ajuda na inclusão social, continue lendo o post e descubra!

A história do basquete

Entre as diversas teorias a respeito do surgimento do basquete, a mais aceita diz que o esporte foi criado no ano de 1891, nos Estados Unidos, por solicitação de um grupo de estudantes que não podia praticar esportes ao ar livre devido ao frio.

Os meninos pediram ao professor de Educação Física, James Naismith, que criasse uma atividade que eles pudessem praticar em um local fechado, e que posteriormente pudesse também ser jogada no verão. Assim, surgia o basquete.

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

No começo do século XX, o esporte começou a ser praticado em diversos países, chegando ao Brasil em 1896 através do norte-americano Augusto Shaw. No ano de 1904 ocorreu a primeira participação do basquete nas Olimpíadas, como esporte demonstração. Em 1936, nos Jogos Olímpicos de Berlim, ele entrou de vez no cenário olímpico mundial.

Atualmente, milhões de pessoas espalhadas pelo mundo todo jogam basquete, sendo que a prática já substituiu o futebol como esporte mais popular na Austrália e Ásia, e está perto de passar o futebol em número de praticantes no mundo todo.

O Basquete no Brasil

O Brasil foi uma das primeiras nações a conhecer o basquete e o norte-americano August Shaw é o responsável por trazê-lo. August foi convidado para lecionar na faculdade Mackenzie College de São Paulo e, junto com a sua bagagem, trouxe também uma bola de basquete. As mulheres tiveram contato com o basquete primeiro, pois, devido ao grande sucesso do futebol na época, a novidade ficou em segundo plano para os homens.

O local do Brasil a adicionar o basquete na escola é disputado entre Rio de Janeiro e São Paulo, cada qual alegando ter sido o pioneiro. A primeira seleção do país surgiu em 1922 e, em 1941, nasceu a Confederação Brasileira de Basquete.

As regras básicas do basquete

O basquete é um esporte de fácil acesso, pois possui regras simples e pode ser jogado em diferentes lugares, bastando ter uma bola e uma cesta. O jogo é disputado com 10 atletas, sendo 5 de cada time. A duração da partida é de 40 minutos corridos, divididos em 4 tempos de 10 minutos cada.

Basicamente, os jogadores só podem se deslocar quicando a bola e o objetivo principal é avançar em direção à cesta e marcar o ponto. Os arremessos de fora da área demarcada valem 3 pontos, e dentro do grande círculo valem 2. Já o lance livre tem 1 como pontuação.

O esporte e o desenvolvimento

O esporte é uma excelente maneira de promover o desenvolvimento na infância e na adolescência. Aqueles que são submetidos a jogos esportivos nos primeiros anos de vida possuem um desenvolvimento cognitivo e motor maior do que as pessoas que são sedentárias.

Além disso, o esporte nessa fase da vida é uma ótima forma para que haja o desenvolvimento social, visto que, nessa idade, grande parte dos jogos é disputada em equipe, fazendo com que as crianças e adolescentes tenham que conviver em grupo desde cedo.

Basquete e inclusão social

Muitas pessoas, se fossem definir o esporte, diriam que ele é um jogo em que todos os envolvidos buscam chegar à vitória. Apesar de essa definição ser bem aceita, o significado do esporte pode ser muito mais amplo, sendo, por exemplo, uma ferramenta perfeita para a inclusão social, visto que grande parte dos jovens não têm oportunidade de realizar uma atividade esportiva.

Na esfera social, o treinamento tem um papel pedagógico e influenciável na formação do indivíduo, já que trabalha com diversos fatores que contribuem para o desenvolvimento adequado. Confira a seguir como o esporte ajuda na inclusão social.

A disciplina proposta no esporte

Ao se comprometer com uma atividade física que envolve outras pessoas, treinamentos, horários e respeito, os jovens aprendem a ter disciplina. Essa característica é de grande valia para toda a vida, e pode ser utilizada positivamente na vida profissional e social.

O desenvolvimento de habilidades individuais

A prática esportiva, principalmente na infância e nos primeiros anos de vida, garante um melhor desenvolvimento de diversas habilidades motoras. É importante comentar que tais habilidades, quando desenvolvidas na infância, têm uma chance muito mais elevada de ser aprimorada ao longo da vida.

Veja a seguir as principais habilidades que o basquete pode proporcionar àqueles que o praticam:

  • velocidade;
  • agilidade;
  • coordenação;
  • resistência;
  • força;
  • equilíbrio.

O trabalho em equipe

Durante toda a vida, as pessoas precisarão conviver em sociedade e, por isso, é necessário aprender desde cedo que não se está sozinho no mundo. Participar de um esporte coletivo é uma ótima maneira de colocar esse aprendizado para funcionar.

No basquete, a equipe em quadra é formada por 5 atletas. Somam-se a eles os jogadores que ficam no banco de reservas, além do treinador e demais membros da comissão técnica, que variam de acordo com o time.

O convívio no grande grupo em prol de um objetivo maior é importantíssimo, pois mostra que não importa o quão boa uma pessoa seja em alguma tarefa, ela necessita de outras para que a missão se complete. Sendo assim, os jovens aprendem a não ser egoístas e a dar valor para todas as outras pessoas, pois cada uma tem um papel especial na sociedade.

Promover a inclusão social através do esporte é uma oportunidade que todos os jovens deveriam experimentar. Muitos atletas profissionais de sucesso, inclusive, são oriundos de projetos sociais.

Utilizar basquete e inclusão social é também uma excelente área para os profissionais de educação física, que têm a oportunidade de exercer a profissão e, ao mesmo tempo, promover a cidadania.

Agora que você já aprendeu sobre basquete e inclusão social, deixe um comentário no post e compartilhe a sua experiência nesses dois assuntos!

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This