Como treinar um time de basquete iniciante?
Basquete

Como treinar um time de basquete iniciante?

Escrito por Unisport Brasil

Os primeiros passos no esporte são fundamentais para os alunos e futuros atletas. É nesse contexto que o professor tem importância no ensino do basquete para iniciante, já que ele será o responsável por apresentar a bola laranja e concentrar os seus esforços para desenvolver uma nova geração de jogadores.

O basquetebol está entre os esportes mais assistidos do país, com conquistas expressivas nos torneios profissionais e lendas como Hortência e Oscar Schmidt. Porém, existe a necessidade de incentivar a sua prática nas aulas de educação física e nas escolinhas para conseguir melhores resultados e ajudar o seu crescimento.

Quer saber de que você precisa para treinar uma equipe iniciante nesse esporte? Continue a leitura e se diferencie no mercado!

Qual o perfil de um técnico de basquete para iniciantes?

O primeiro passo para você ser um bom técnico de basquete é ter conhecimento elevado sobre o esporte, pois a sua responsabilidade é ensinar aos seus alunos a sua prática. O segundo passo é compreender que o seu objetivo é manter o interesse nas atividades em todos os treinos.

Além de técnico, o profissional deve ser um educador, principalmente nas idades mais baixas. Ele precisa incentivar um ambiente em que os jovens tenham senso crítico e entendam que precisam melhorar as suas habilidades e tomada de decisões, fatores que vêm com o tempo.

Dessa forma, entre as características de um técnico estão a criatividade, a paciência, a organização para planejar as aulas e o espírito positivo para motivar os atletas. Por outro lado, ele deve evitar ao máximo passar exercícios incompatíveis com a capacidade dos alunos, facilitar acidentes ou não ter clareza no ensino.

Quais os principais conceitos que os alunos devem aprender?

No início do aprendizado de qualquer esporte, é importante desenvolver o relacionamento das crianças e adolescentes. O primeiro objetivo não deve ser valorizar a vitória e a performance, senão certificar que eles mantenham o interesse pelo basquete, entendam os elementos do jogo e a concepção de uma equipe cooperativa.

Os fundamentos são importantes para melhorar as habilidades com e sem a bola. Nas primeiras aulas, os arremessos são os exercícios mais interessante. A dica é deixar os alunos se divertirem, mas introduzir os primeiros conceitos, como a forma de segurar a bola e a movimentação dos braços.

Estes são os principais fundamentos que os iniciantes devem conhecer e treinar:

  • arremesso: ensinar a mecânica correta e o equilíbrio ideal do corpo;
  • controle de bola: estimular os alunos a utilizarem as duas mãos para se movimentar melhor na quadra;
  • passe: ensinar os tipos de passe (peito, picado, sobre a cabeça) e quando optar por cada um;
  • drible: como complemento aos exercícios de controle de bola, demonstrar a maneira certa de driblar em quadra;
  • rebote: ensinar o posicionamento de corpo, com o trabalho de pernas para manter o adversário longe.

O controle de bola e os passes são outros fundamentos prioritários, pois ajudam na compreensão da importância do jogo coletivo e do trabalho em equipe. Lembre-se que, se os atletas tiverem uma idade pequena (como 11 ou 12 anos), a tendência é que eles mudem fisicamente, então a técnica torna-se essencial.

Posteriormente, é possível apresentar as jogadas mais técnicas, como a bandeja e o bloqueio, e introduzir as primeiras táticas de ataque e defesa. Porém, o objetivo primário é que todos entendam o funcionamento do esporte e que tenham autoestima para manter a vontade de aprender.

Como o basquete demanda um esforço físico elevado nos dois lados da quadra, a parte física precisa ser aprimorada com o avanço da idade. Além do aquecimento no início das atividades, o técnico deve estimular a velocidade, com tiros curtos, e a resistência, com corridas e treinamentos funcionais.

Como planejar os treinos de basquete para iniciante?

Não existe uma cartilha de treinos que o técnico deve seguir. O ideal é montar um planejamento que contemple os dias da semana e os fundamentos e conceitos que ele deseja passar primeiro. Lembre-se de que, se os alunos são novos, a formação humana deve ser prioridade.

Nos primeiros encontros, explique todo o funcionamento do basquete e estimule os atletas com exercícios simples para eles se habituarem com a bola. É nesse momento que você pode passar os primeiros ensinamentos técnicos, sem que isso tire a diversão dos alunos.

Um exemplo de atividade interessante é conhecido como “seta”, que treina alguns aspectos importantes. Os jogadores devem fazer uma fila embaixo da cesta, com um atleta na cabeça do garrafão e um em cada lado. Eles trocam passes até o arremesso em um ciclo que há troca de posições entre os participantes.

Outro ponto que deve ser estimulado é a tomada de decisão, ou seja, a capacidade de o atleta aproveitar as melhores oportunidades dentro de quadra. Com a persistência, as habilidades técnicas são conquistadas, mas essa inteligência emocional precisa ser destacada nas atividades desde cedo.

Na parte física, a dica é fazer o aquecimento no início do treino, com corridas lentas em volta da quadra. Os exercícios físicos devem aparecer nos treinos, mas o principal cuidado é para não desestimular os jogadores iniciantes. Por isso, foque em atividades de movimentação, que unem o físico, o técnico e o tático.

Como um profissional pode se capacitar para transmitir os seus conhecimentos?

Os técnicos de basquete de base e professores de escolinha são profissionais da educação física que se desenvolveram e direcionaram os seus estudos para esse esporte. Assim, para entrar no mercado, o primeiro passo é buscar cursos de iniciação para aprender com pessoas renomadas da área.

O técnico das escolinhas é a primeira referência que os alunos têm, o que explica a necessidade de aprofundar os seus conhecimentos para explicar e demonstrar com clareza os exercícios e os movimentos. Não é necessário ser um jogador excepcional, mas é importante ser claro e ensinar a técnica.

Portanto, se você deseja explorar esse mercado, busque aprender, com os técnicos consolidados, as suas estratégias e métodos no contato com os novos jogadores. Após algum período de experiência e com maior domínio do basquete, você poderá criar as suas próprias táticas.

O profissional que desenvolve os seus conhecimentos e busca formas de melhorar a sua didática está um passo à frente na hora de ensinar o basquete para iniciante. É nesse primeiro contato que os alunos aprendem a gostar do esporte, logo, o técnico precisa ser capacitado para atingir os melhores resultados nos treinos.

Quer se especializar no ensino do basquete e aprender a metodologia que forma novos talentos nas quadras? Conheça o curso de iniciação da Unisport Brasil e vire uma referência nesse mercado!

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This