Entenda como é feita a análise de mercado no futebol
Futebol

Entenda como é feita a análise de mercado no futebol

Escrito por Unisport Brasil

A análise de mercado no futebol não é mais tendência. É uma necessidade tanto para clubes internacionais como nacionais. Os dados dos atletas ajudam a identificar onde existem as principais deficiências e o que é necessário ser feito para otimizar os resultados. O futebol moderno exige esse tipo de conhecimento, caso o contrário, uma equipe ficará mais distante de conquistar grandes vitórias.

No artigo de hoje, você descobrirá todas as informações sobre a análise de dados no esporte mais apaixonado do Brasil. Preparado? Conheça a nova era do futebol.

O que é análise de mercado?

Foi-se o tempo em que a velocidade e a habilidade do jogador de futebol eram essenciais para ganhar uma partida. Atualmente, os atletas estão no mesmo nível e é necessário usar os dados para melhorar a performance dos profissionais. A análise de desempenho ocorre tanto em clubes internacionais como aqui no Brasil. O Barcelona, Real Madrid, Vasco, Palmeiras e Flamengo são alguns dos times que praticam esse tipo de atividade.

Quem faz a análise de mercado no futebol?

Os profissionais de scout estão sempre presentes nos campos espalhados pelo país. Eles são credenciados pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) e anotam as informações sobre os jogadores em um caderno ou computador. Os analistas tentam manter sigilo. Geralmente, não dão entrevistas, e os clubes não autorizam os profissionais a falarem onde eles trabalham.

A rotina dos profissionais de scout é muito agitada. Durante o ano, eles viajam para acompanhar treinos, jogos e torneios. Porém, o avanço da tecnologia facilita bastante o trabalho. Alguns clubes contam com um centro de inteligência no qual é possível assistir vídeos de todos os jogos e treinos. 

O que deve ser observado?

As características que os analistas de mercado procuram nos atletas variam de clube para clube. No entanto, existem dados que são essenciais em qualquer jogador, como o número de passes, finalizações, faltas, cruzamento, entre outros.

O profissional tem como missão avaliar a participação do atleta na partida e as características dos jogadores. No lateral direito, por exemplo, é observado a velocidade, cruzamento, resistência, marcação e a habilidade para fechar espaços na linha de defensores.

Um clube de futebol pode ter vários profissionais responsáveis pela análise. Nessa situação, o que pode acontecer é que o supervisor receba relatórios distintos sobre determinados jogadores. Dessa forma, ele precisa comparar as avaliações e tirar as suas próprias conclusões.

Como trabalham os grandes clubes?

Os analistas ganharam um verdadeiro reforço para otimizar o seu trabalho: a tecnologia. Os clubes contam com o apoio de softwares inteligentes que são capazes de auxiliar tanto na interpretação dos dados como no armazenamento de vídeos.

No Vasco, por exemplo, são usados dois programas de edição de vídeos: SportsCode e o LongoMatch. O primeiro é utilizado em vários clubes do esporte mundial. É um produto que exige grande investimento, mas o time carioca tem uma licença vitalícia.

O LongoMatch é muito eficiente e gratuito, sendo utilizado para atender as categorias de base. Já a análise de partidas é feita por programas de estatísticas como Instat e Wyscout.

Flamengo

O rival do Vasco tem uma Central de Análise de Desempenho (CAD). Ela captura e armazena as imagens de todos os jogos. A equipe também realiza análises qualitativas e quantitativa, individuais e coletivas do jogo. O mais legal é que até os dados dos adversários são observados. Os profissionais do Flamengo fazem um estudo do jogo antes de transmitir o feedback para as comissões técnicas. 

Palmeiras

O time paulista tem os seguintes softwares como material de trabalho: SportsCode, Wyscout, SoccerAssociation, Footstats. No entanto, o técnico Roger (2017/2018) indicou a contratação do (KIN) Analytcis, que traz algumas métricas que o treinador considera muito importante. Portanto, o profissional de scout precisa estar atualizado para acompanhar as tendências de mercado, caso contrário, não terá conhecimento técnico para desempenhar as suas funções.

Quais são as dúvidas mais comuns no trabalho do analista?

A profissão de análise de mercado no futebol ainda gera muita dúvida em quem pretende iniciar a carreira. Pensando nisso, resolvemos responder alguns questionamentos que são considerados comuns na área.

Quais são as características essenciais em um analista?

O profissional, antes de mais nada, tem que gostar de números. A paixão e o conhecimento pelo esporte é uma grande vantagem, porém, se não saber cruzar dados, interpretá-los e mostrar como eles podem ajudar na tomada de decisão, é melhor repensar a carreira.

Outra característica importante é a vontade de aprender. O mercado é recheado de tecnologias e sempre aparece uma novidade. Portanto, o profissional precisa ter interesse em novas ferramentas, descobrir os seus recursos e extrair o máximo de informação para aperfeiçoar o seu trabalho.

Os analistas só observam craques?

Não! Os profissionais analisam também jogadores que são considerados promissores, mas não são craques de tradicionais potências como o Brasil, Argentina e Uruguai. No Sul-Americano, por exemplo, o Manchester City investiu cerca de 1,5 milhão de euros em Yangel Herrera, meio campo da seleção Venezuela sub-20. O Atleta foi emprestado para o New York City, filial do time inglês, para acompanhar de perto a sua evolução.

O lateral-direito Emerson, do Atlético Mineiro, também passou por situação semelhante. O Barcelona comprou o atleta por 12,1 milhões de euros (cerca de R$ 50,7 milhões). O atleticano nunca foi unanimidade pela torcida do Galo. Pelo contrário, algumas vezes foi bastante criticado. Porém, os espanhóis viram valor no atleta e resolveram apostar. O jogador foi repassado ao Real Betis, da Espanha, por empréstimo, até o fim da temporada europeia.

O comportamento do atleta também é avaliado?

Sim! Um bom atleta não é só aquele que tem ótimos números, uma habilidade impressionante ou uma velocidade que se destaca em relação aos outros companheiros do time. Os dirigentes e treinadores sempre perguntam se o atleta é disciplinado ou se tem facilidade para resolver problemas pessoais.

Quanto ganha um analista?

O scout tem contrato de prestação de serviço assim como um treinador ou um membro de uma comissão técnica. Eles não são funcionários do clube. A remuneração é mensal e pode variar entre US$ 8 mil e US$ 20 mil. Os observadores recebem bônus de acordo com o aproveitamento do jogador nas partidas. As cifras podem aumentar após convocações para selecionais nacionais.

Um clube que quer conquistar grandes títulos não pode ignorar a importância da análise de mercado no futebol. Por outro lado, os profissionais precisam se atualizar constantemente, fazendo cursos e procurando aprender sobre novas tecnologias. É um mercado que não para de crescer e quanto mais conhecimento, mais credibilidade é conquistada.

Quer conhecer mais detalhes sobre essa carreira e outras áreas de atuação no esporte, então siga o nosso perfil no Facebook para receber tudo em primeira mão.

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba tudo sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas todo mês!

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This