Esquema tático do Handebol: como montar um time campeão?
Handebol

Esquema tático do Handebol: como montar um time campeão?

Escrito por Unisport Brasil

O estudo dos sistemas do handebol permite que um treinador consiga alcançar bons resultados para a sua equipe diante de seus adversários. Mas, para isso, o profissional precisa utilizar o conhecimento de forma estratégica.

E, para conquistar bons resultados na modalidade, é preciso entender como as táticas podem ser implementadas no jogo. Para ajudá-lo a conquistar um time campeão, destacamos, a seguir, os principais esquemas táticos utilizados no handebol. Continue a leitura para conferir!

Compreenda as funções do esquema tático no handebol

O esquema tático é fundamental no jogo de handebol e é por meio dele que os jogadores conseguem realizar determinadas ações, em posições específicas, de acordo com o seu rendimento.

Dessa forma, o treinador precisa identificar as habilidades de cada atleta para coordenar as suas funções dentro de um jogo a fim de chegar ao resultado desejado.

Vale ressaltar que o profissional deve entender que o esquema tático é flexível e que, nos demais confrontos, será necessário mudar de estratégia para surpreender os adversários.

Conheça os principais sistemas do handebol

O handebol é um esporte dinâmico com movimentos complexos e, para um treinador montar uma equipe vitoriosa, é importante adotar os sistemas táticos defensivos e ofensivos, que podem ser conferidos nos tópicos abaixo! Acompanhe.

Sistemas táticos defensivos

Defesa por zona 6:0

É uma das táticas mais utilizadas no handebol e serve como base para as demais. Os jogadores ficam posicionados por zona, formando uma linha de defesa de 6 metros, e somente o goleiro não vai para a barreira.

Cada defensor precisa se responsabilizar por uma área defensiva, e a marcação é feita de acordo com a trajetória da bola. Não existe uma posição fixa, ou seja, os jogadores precisam fazer uma série de deslocamentos, seja para frente e para trás, seja nas laterais, sempre em função do local por onde a bola é percorrida pelo adversário.

As principais vantagens desse sistema, para uma equipe, são os fatos de que os adversários não conseguem invadir facilmente a sua defesa e de que os movimentos do pivô adversário ficam limitados, fazendo com que seu time tenha dificuldades para fazer arremessos.

Defesa por zona 5:1

Nesse sistema, cinco jogadores ficam na primeira ou segunda linha de defesa, e cada um tem a função de impedir que o time adversário troque passes no campo de ataque, ou que algum atleta consiga se infiltrar sobre a sua meta.

O benefício desse sistema é que ele pode ser usado principalmente contra equipes que contam com bons arremessadores de seis metros e, também, de meia distância, assim como um bom armador.

Defesa por zona 4:2

No sistema 4:2, a equipe monta duas linhas de defesa, sendo que a primeira dispõe de dois jogadores próximos da marca de nove metros, e a segunda, de quatro jogadores perto da marca de seis metros.

Essa tática é usada para que os adversários não consigam fazer arremessos de média e longa distância. Os atletas da segunda linha precisam se movimentar nas laterais, andar para frente e para trás e, também, deslocar-se nas diagonais da quadra.

Esse sistema pode ser utilizado quando o time adversário tiver dois bons jogadores de arremessos de meia-distância, com atletas de seis metros que não têm técnicas suficientes.

Defesa por zona 3:2:1

Nesse sistema, são montadas três linhas de defesa. Portanto, a primeira linha é formada pelo defensor lateral direito, esquerdo e central, próximo à área de seis metros. A segunda é composta pelo lateral direito esquerdo.

E, por fim, a última linha é formada pelo defensor avançado, que se encontra na linha de nove metros. Um dos benefícios para que o treinador adote esse sistema é pela facilidade em realizar os contra-ataques.

Sistemas táticos ofensivos

Ataque posicional

Nesse sistema de ataque, a principal característica é que a bola circula de forma rápida, e que cada jogador tem uma posição específica para realizar diversos passes, de maneira que a defesa adversária comece a se movimentar e crie espaços que podem ser aproveitados pelos atacantes para fazer um gol.

Ataque em circulação

O ataque circular é um dos mais utilizados no handebol e permite que os jogadores façam trocas de posições de maneira constante, para que o adversário tenha dificuldades em fazer a marcação.

Ataque combinado

No ataque combinado, o treinador pode fazer uma mescla entre o ataque posicional e o de circulação. Dessa forma, enquanto determinados jogadores permanecem em posições fixas, outros fazem a inversão e movimentam-se na quadra.

Para ter sucesso, é preciso que os ataques e contra-ataques sejam feitos com rapidez. Caso contrário, o time pode sofrer advertência e penalidade do árbitro por mostrar um ataque passivo.

Ataque em zona 5:1

Nesse sistema de ataque, a equipe usa cinco jogadores na frente da área de tiro livre, e um infiltrador — nesse caso, o pivô — que deve ficar próximo à área do gol. Com isso, consegue ocupar a faixa central da baixa, para que seu ângulo de arremesso seja maior.

Os cinco jogadores que se posicionam fora da área de tiro livre precisam armar as jogadas. Assim sendo, três jogadores podem desempenhar funções específicas, e os dois restantes atuam nas laterais, com o objetivo de se infiltrar ou ajudar o pivô a realizar os arremessos.

Ataque em zona 6:0

Nesse sistema, são usados cinco jogadores que ficam à frente da área de tiro livre, e um pivô que se posiciona próximo à área do gol. Essa forma de ataque possibilita que as jogadas realizadas pelos pontas sejam mais valorizadas, permitindo que esses atletas consigam se infiltrar com maior facilidade na área dos adversários.

O pivô é responsável por se movimentar de acordo com a trajetória da bola, de forma que acompanhe a armação da jogada, e os demais jogadores são responsáveis por fazer a armação.

Quando o treinador usa, da forma correta, os sistemas do handebol, consegue vencer qualquer adversário. A partir dos esquemas apresentados, certamente, ficou mais fácil montar um time campeão. E, para obter ainda mais conhecimento, um curso sobre a temática também pode ajudar a conquistar os resultados desejados.

Gostou do artigo de hoje? Então não deixe de conferir também nosso post sobre as táticas mais importantes do handebol! Vamos lá!

 

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This