Fique por dentro de todas as posições dos jogadores de voleibol
Vôlei

Fique por dentro de todas as posições dos jogadores de voleibol

Escrito por Unisport Brasil

voleibol é um dos esportes mais praticados no Brasil, e, portanto, uma ótima opção a ser explorada pelos técnicos e profissionais de Educação Física. Para aproveitar esse mercado, entretanto, é preciso entender sobre a modalidade, conhecendo a sua história, as regras e as posições dos jogadores de voleibol.

Pensando nisso, criamos este post para auxiliar todos os profissionais que têm interesse em aprofundar um pouco mais seus conhecimentos no vôlei. Nele, contaremos a origem da modalidade e como ela surgiu, explicaremos as principais regras e detalharemos todas as posições dos jogadores de voleibol.

Quer conhecer um pouco mais sobre esse esporte? Então é só continuar acompanhando! 

A história do voleibol

O vôlei foi criado nos Estados Unidos, mais precisamente em Massachusetts, no ano de 1895. O seu inventor foi William George Morgan, professor da Associação Cristã de Moços (ACM). 

A ideia de Morgan era criar um esporte com menos contato físico do que o basquete, que era muito jogado na época. O intuito era ter uma modalidade menos cansativa e com menos chances de lesões, para que pessoas com mais idade pudessem participar. William, então, teve a ideia de pegar a rede do tênis, levantá-la e eliminar a raquete do jogo. Surgia então o voleibol. 

Quase 15 anos depois, o voleibol chega ao Brasil, por volta de 1910. Em um primeiro momento, a modalidade não se tornou muito popular, tendo seu ápice somente em 1984, nas Olimpíadas de Londres, quando o Brasil teve um excelente resultado, ficando com a segunda colocação.

As principais regras do voleibol

O voleibol, dentre os esportes mais jogados no Brasil, é o que tem regras mais diferenciadas. Isso porque, apesar de ser um esporte coletivo, a lógica do jogo não se assemelha aos de invasão (futebol, handebol, basquete etc). 

O professor de Educação Física que deseja explorar a modalidade precisa saber as principais regras de início, até aprender todas. Para facilitar, vamos deixar aqui as regras mais utilizadas em uma partida de voleibol. Confira!

  • Rodízio: é a troca de posições que deve acontecer sempre quando trocar o atleta que estiver sacando. Ele acontece no sentido horário.
  • Posicionamento: antes da execução do saque, cada atleta deve ocupar a sua posição específica dentro do rodízio, podendo se deslocar apenas quando o saque for realizado.
  • Ataque: somente os jogadores que ocuparem as posições ofensivas (2,3 e 4) podem atacar o time adversário livremente. Os defensores só podem atacar da zona de defesa.
  • Bloqueio: os jogadores que ocupam a zona de defesa (posições 1,5 e 6) não podem bloquear o ataque do time adversário na rede. 
  • Líbero: cada equipe pode registrar um líbero entre os 12 inscritos, que só pode atuar como líbero. Ele deve executar ações de defesa, não podendo atacar, sacar e nem bloquear.
  • Carregar a bola: não pode carregar a bola.
  • Substituições: cada equipe pode fazer até 6 em cada set.
  • Toque: cada equipe tem direito a dar no máximo três toques na bola até ela passar para o outro lado da rede. A bola tocada no bloqueio não entra na soma dos toques. 
  • Invasão: infração cometida quando um atleta invade com o corpo o campo adversário. 
  • Match point: é o ponto que decide o jogo. Ou seja, se a equipe que estiver na frente fizer, o jogo termina e ela é a vencedora.
  • Tie break: é o set de desempate. Acontece sempre quando o jogo termina 1 set a 1 para cada equipe. 

As posições dos jogadores de voleibol

Os seis titulares do vôlei são distribuídos nas seguintes posições: levantador, líbero, pontas (esquerda e direita), central e oposto. Confira a seguir a função e importância de cada uma delas.

Levantador

O levantador é o atleta responsável por distribuir a bola para que os outros companheiros possam atacar a equipe adversária. Sendo assim, a sua principal função no jogo é a armação do ataque. Essa ação costuma acontecer sempre no primeiro ou no segundo toque da equipe. 

Esse atleta, em grande parte dos esquemas, se posiciona na rede e no meio. Entretanto, algumas equipes gostam de levantar a bola pela ponta, sendo essa a posição escolhida para o levantador. 

O levantador não necessariamente precisa ser um atleta muito alto. Contudo, ele precisa ter uma boa visão de jogo, um grande entrosamento com os atacantes e adotar uma posição de liderança. 

Líbero

O líbero é o principal jogador de defesa e passe em um time de vôlei. Cada equipe pode ter apenas um líbero entre os 12 atletas, e ele só pode realizar ações de defesa, não sendo permitido atacar a equipe adversária, mesmo que na zona de defesa. 

A principal característica do líbero é ter uma boa recepção de bola, defendendo a ação de ataque do time oposto. Ele é o único atleta que pode entrar e sair ilimitadamente no jogo e normalmente costuma ocupar a posição central do fundo da quadra. 

Pontas

Os jogadores de ponta são aqueles que ficam posicionados nas laterais da quadra. As principais funções deles são defender o ataque do time adversário e realizar o ataque na entrada e saída de rede.

Grande parte das vezes, o ponta é designado para uma das duas funções. Isso acontece porque normalmente ou ele tem um grande domínio da recepção e da manchete, ou ele tem bastante força e velocidade, sendo um especialista em ataque. 

Central 

Os atletas de meio são os mais altos da equipe, pois são os encarregados de realizar o bloqueio do ataque adversário. Além disso, eles também precisam ser bem ágeis, pois são os principais responsáveis pelas bolas rápidas, que são aquelas lançadas pelo levantador com velocidade e altura baixa. 

Oposto

O oposto é o jogador que sempre ocupa a posição oposta ao levantador. A principal função dele é o ataque, por isso ele deve estar posicionado de forma a receber o passe do levantador. 

Ele costuma ser o jogador mais procurado para realizar as jogadas de saída, ou seja, na linha de três metros (próximo ao local que separa a defesa do ataque).

O vôlei é um excelente esporte para se trabalhar, tanto na área da competição, como nas escolas e clubes. Para ter um bom desempenho como treinador nessa área, entretanto, é necessário se manter atualizado. 

Uma boa opção é fazer um curso de especialização na área do esporte que se pretende trabalhar. Assim, é possível melhorar os conhecimentos sobre a modalidade de interesse.

E então, gostou do post? Agora que você já sabe tudo sobre as posições dos jogadores de voleibol, que tal se especializar um pouco mais sobre esse esporte ou algum outro de seu interesse? A Unisport Brasil oferece diversos cursos na área esportiva. Entre em contato e escolha o seu!

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This