O que fazer para prevenir lesões esportivas? Confira! O que fazer para prevenir lesões esportivas? Confira!
Aprendizado

O que fazer para prevenir lesões esportivas? Confira!

Escrito por Unisport Brasil

Praticar exercícios físicos faz parte do hábito de uma vida saudável em qualquer fase da vida. No entanto, sem a devida orientação, pode causar lesões esportivas, principalmente nos casos em que os exercícios são praticados em alta intensidade. 

Diversos fatores podem ter relação com o risco dessas lesões, indo desde o esporte praticado até o tipo de atividade física, o histórico de lesões anteriores e outros fatores que culminam no afastamento do indivíduo da prática de certos esportes.

Para atletas de alto rendimento, as lesões esportivas são ainda mais prejudiciais, pois limitam o atleta no condicionamento físico e até na execução dos movimentos. Assim, é preciso ter uma série de cuidados na hora de praticar e também orientar os alunos no momento dos exercícios, a fim de prevenir danos à saúde.

Quer saber o que fazer para evitar lesões esportivas? Então continue a leitura!

Fique por dentro de novidades da área esportiva!

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas.

Quais as lesões esportivas mais comuns?

As lesões esportivas mais recorrentes na prática de esportes, em especial nas academias de ginástica, são as denominadas lesões de grau I. Essas são caracterizadas por estiramentos musculares menores, que se apresentam em áreas muito específicas do corpo. Devido ao fato da lesão ser pequena, o tratamento e recuperação são rápidos e não acarretam muitas consequências.

No entanto, existem lesões esportivas maiores, que demandam tratamentos específicos e com maior tempo de duração. Entre as lesões mais comuns estão:

  • câimbra: movimento involuntário e doloroso de algum músculo;
  • contusão muscular: lesão aguda sem corte;
  • bursite: inflamação da “bolsa” que age como amortecedor nas articulações;
  • lombalgia: dor na região lombar;
  • luxação: movimentação de um osso da articulação;
  • fraturas por estresse e movimentos repetitivos;
  • tendinite: inflamação de um ou mais tendões;
  • distensão muscular: rompimento de fibras musculares devido ao esforço;

Também podemos citar como causas de lesões esportivas os entorses ou torções no joelho e tornozelo, o que acarreta o comprometimento de tendões e ligamentos dessas articulações.

Quais são as principais causas?

Sem dúvida, a inexistência de um condicionamento físico apropriado e a prática errada de algumas atividades físicas, ou seja, praticá-las sem o acompanhamento de um profissional de educação física, estão entre as razões mais comuns que levam o indivíduo a se lesionar.

Quais são os fatores de risco?

Diversas razões podem levar às lesões esportivas, sendo esses catalogados em fatores intrínsecos e extrínsecos. Com relação aos fatores intrínsecos podemos citar:

  • nutrição inadequada;
  • técnica esportiva incorreta;
  • crença de que o atleta deve suportar a dor.

Já em relação fatores extrínsecos, os mais comuns são:

  • excesso de treinamento;
  • tipo de piso inadequado;
  • falta de repouso;
  • força muscular insuficiente;
  • movimentos característicos do esporte.

Como prevenir as lesões esportivas?

Independentemente da idade ou do motivo da prática de esportes, antes de iniciar as atividades, o mais indicado é procurar orientação médica e fazer todos os exames para ter certeza de que os exercícios são de fato recomendáveis. Esse conselho é válido, em especial, para quem é sedentário ou está afastado da prática de esportes há algum tempo. Veja a seguir outras ações para prevenir lesões esportivas!

Conte sempre com a ajuda de um profissional

É importante evitar começar a se exercitar sozinho, principalmente se não tem prática com os aparelhos. Evite também fazer o mesmo treino de um colega ou familiar. Cada indivíduo tem as suas próprias particularidades e, por isso, as avaliações são feitas individualmente.

Use os equipamentos de proteção

Nas academias de ginástica e nos mais diversos treinos, é fundamental usar os equipamentos de proteção de forma correta. São exemplos de equipamentos de proteção protetores de:

  • canela;
  • peito;
  • joelho;
  • pescoço;
  • ombro;
  • cotovelo.

Também fazem parte dos equipamentos de proteção cintas para coluna, capacetes, óculos, entre outros.

Logo, é preciso ter consciência e usar as proteções indicadas, pois somente dessa forma é possível garantir a segurança nas atividades mais perigosas relacionadas às atividades físicas.

Respeite o limite do seu corpo

Já para quem vive do esporte e está sempre em busca de superar seus próprios limites, os chamados atletas de alto rendimento, é importante não incorrer no risco do exagero, e observar como o corpo responde a cada sequência de exercícios.

O ideal é aumentar a intensidade de forma progressiva, sem exageros e sem pressa, contando sempre com a ajuda de um profissional.

Hidrate-se

Beber bastante água antes, durante e após cada prática de atividade física é primordial para repor líquidos e sais minerais, além de ajudar a elevar o desempenho. A hidratação colabora para a manutenção de um corpo saudável, afasta o risco de lesões e outras enfermidades de caráter mais grave.

Priorize os alongamentos

Os alongamentos musculares, junto aos aquecimentos, fazem com que músculos, o coração, tendões, ligamentos e pulmões sejam adaptados ao esforço que vão realizar. Nesse sentido, os alongamentos também são necessários depois dos exercícios, pois deixam a musculatura mais relaxada e flexível.

Vale lembrar que trabalhar o mesmo grupo de músculos diariamente não trará um resultado mais rápido, surtindo o efeito contrário e aumentando o risco das lesões. Portanto, o descanso também é essencial.

Como tratar as lesões esportivas?

A depender do tipo de lesão, o tratamento pode ser feito com:

  • fortalecimento muscular com sessões de fisioterapia;
  • repouso;
  • acompanhamento nutricional;
  • medicação;
  • compressas de gelo.

Em casos mais graves, quando existe o rompimento ou quebra de ossos, pode ser preciso fazer uma cirurgia ortopédica, ou mesmo imobilizar o membro do corpo afetado durante um determinado tempo.

Logo, é sempre indicado procurar um médico quando sentir alguma dor persistente. Além disso, as automedicações devem ser evitadas, assim como não insistir na prática da atividade com o membro lesionado. Outras orientações podem ser transmitidas pelos profissionais de educação física.

Diante disso, fica evidente que, para prevenir lesões esportivas, é fundamental contar com a orientação de um profissional de educação física, pois ele é o mais indicado para fazer o acompanhamento das atividades, montar os treinos e também avaliar, junto com o praticante do esporte o limite de cada exercício.

Se você gostou deste artigo sobre o que fazer para prevenir lesões esportivas, curta nossa página no Facebook para acompanhar mais conteúdos como este!

Powered by Rock Convert

Fique por dentro de novidades da área esportiva!

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas.

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This