Negócios no esporte: entenda TUDO sobre gestão e business esportivo
Aprendizado

Negócios no esporte: entenda TUDO sobre gestão e business esportivo

Escrito por Unisport Brasil

Já faz tempo que o esporte deixou de ser apenas uma forma de diversão e passou a ser um negócio. Times de todas as modalidades vêm se profissionalizando cada vez mais e, com isso, atletas e treinadores se estabelecem no mercado. Os negócios no esporte movimentam muito dinheiro, sendo uma excelente área de estudo e profissionalização.

Se você tem interesse pelo setor mas não possui nenhum talento para ser atleta ou treinador, não se preocupe! Ao contrário do que muita gente pensa, as oportunidades na área vão muito além de jogar, treinar ou dar aulas.

Dentro do business esportivo existem diversas profissões, sendo possível atuar em segmentos que vão desde o coach e o marketing esportivo até o setor de administração — afinal, já que o esporte é um negócio, é preciso ter pessoas por trás de todo o processo de gestão para que este seja um negócio lucrativo.

Se você se interessou em se especializar nessa área, acompanhe nosso post e entenda tudo sobre a gestão e o business esportivo!

O que são negócios esportivos (sport business)?

O esporte é uma indústria que movimenta grandes quantias e, por isso, toda empresa ou organização esportiva precisa contar com a ação de diversos profissionais nos “bastidores”.

Um time de futebol profissional, por exemplo, é muito mais que onze jogadores e um técnico. Apesar de ganharem mais fama e mérito por sua performance em campo, os profissionais que estão sempre debaixo dos holofotes não alcançariam reconhecimento se não houvesse um grande número de pessoas responsáveis por fazer os jogos acontecerem.

Além de toda a equipe que trabalha diretamente com os atletas — como fisioterapeutas, nutricionistas e preparadores físicos — há ainda um grande setor responsável pela gestão do time ou da empresa em si.

Esse é o sport business: toda a equipe que trabalha fora de campo fazendo com que as empresas e organizações esportivas funcionem, cresçam e lucrem. Essas empresas, assim como qualquer outra, precisam de uma boa imagem, consumidores fiéis, vendas ativas, patrocínios, publicidade, etc.

Além disso, há todo o trabalho administrativo e burocrático, como pagamentos, contratações, cumprimento de normas legais, entre outros. Ou seja, para que uma equipe entre em campo, há sempre um trabalho enorme sendo feito por trás, fora da visão dos torcedores.

Nesse sentido, o esporte não apresenta grandes diferenças em relação a outras indústrias. Assim como qualquer empresa, um time precisa de consumidores — que, nesse caso, são os próprios torcedores, que compram ingressos, camisas e outros produtos licenciados. Quanto mais consumidores, maior o interesse da mídia e, consequentemente, maior o crescimento do público — o que, no fim, se converte em aumento da receita.

Vamos usar o futebol como exemplo: como é possível que determinados jogadores ganhem salários milionários? Isso se dá pelo fato de que esses jogadores atraem patrocínios, público e prêmios, fazendo com que o time também lucre muito com seu sucesso. E, por ser um mercado tão lucrativo, é preciso ter profissionais especializados na gestão do esporte, de modo que a empresa se mantenha organizada e gere cada vez mais lucros.

Além de times e esportes específicos, há um grande número de eventos esportivos, campeonatos e organizações mundiais que demandam uma excelente gestão para que tudo funcione perfeitamente. Para que alguns possam jogar e outros possam torcer, é preciso que vários cuidem de todo o business do esporte.

O que este mercado oferece para os profissionais?

Apesar de ainda ser um mercado pouco compreendido, o business esportivo é uma área muito ampla e que tem muito a oferecer aos profissionais.

Alguém que deseja entrar para os negócios do esporte não precisa necessariamente trabalhar com um time — independentemente da modalidade. É possível trabalhar em academias, escolas de formação de atletas, empresas especializadas em marketing esportivo, além de atuar com gestão de carreiras esportivas, Direito Desportivo e muitas outras áreas.

Um profissional da área de gestão esportiva precisa, em geral, entender sobre questões administrativas, especializando-se em uma área específica dentro do setor. Sabendo disso, temos diversas áreas de atuação possíveis. Confira algumas a seguir!

Proprietário de academias

Para quem quer ser empresário sem sair do ramo esportivo, uma das opções mais populares é se tornar proprietário de academias. Esse profissional precisa ter profundos conhecimentos de administração e gestão de negócios, além de conhecer os princípios básicos do marketing.

Outra competência necessária é o conhecimento específico sobre as atividades oferecidas pela academia, que podem variar bastante. As academias estão em alta e sua variedade de vertentes abre um leque ainda maior de possibilidades.

Algumas delas são: academias tradicionais com musculação e aulas coletivas, academias de natação e hidroginástica, crossfit e aulas funcionais, danças, lutas, entre diversas outras modalidades.

Escolas de formação de atletas

Outra opção para os aspirantes a empresários são as escolas de formação de atletas, que atraem aqueles que têm aptidão para um esporte em especial e possibilitam a formação de novos atletas profissionais.

Assim como em qualquer empresa, esse profissional precisa saber administrar o negócio e fazer a empresa lucrar, além de formular boas estratégias de marketing — que, nesse caso, é imprescindível!

Independentemente da modalidade, as escolas esportivas de formação são importantes espaços para o descobrimento de atletas por parte de times profissionais, devendo oferecer o suporte necessário aos alunos e cuidar de todo o seu acompanhamento até a profissionalização.

Marketing esportivo

Quem escolhe essa área dentro dos negócios no esporte pode trabalhar em duas vertentes principais. A primeira — e mais comum — é atuando dentro de uma empresa ou organização esportiva, cuidando de sua imagem, suas estratégias de marketing, ações publicitárias e negociando patrocínios.

Outra vertente são as empresas especializadas em marketing esportivo, que, em alguns casos, fazem o mesmo trabalho citado acima para diferentes clientes e, em outros, são responsáveis por fazer a conexão entre equipes e empresas interessadas em patrociná-las.

Ambas são fundamentais para a empresa, pois trabalham com sua imagem. Clubes esportivos são totalmente dependentes do seu trabalho de marketing, uma vez que muitos dependem de patrocinadores e é papel do marketing atraí-los.

Gestão de carreiras

Por que não focar na gestão de carreiras dentro do esporte? Você pode trabalhar diretamente com atletas, treinadores, comissão técnica e outros profissionais do setor. Muitos atletas, por exemplo, tem interesse em expandir a carreira, ir para novos mercados, abrir empresas, assinar produtos de outras marcas, etc.

E, especialmente no caso daqueles que gostariam de ter uma dupla profissão, um gestor de carreiras é fundamental para auxiliá-los nos diferentes ramos profissionais. Além disso, uma jornada profissional dupla exige o acompanhamento de alguém que entenda de negócios e possa oferecer suporte sempre que necessário.

Para o atleta ou qualquer outro profissional que necessite do serviço de gestão de carreiras, é importante ter um plano bem definido para obter sucesso em ambos os negócios.

Direito Desportivo

Direito e Educação Física são cursos que não aparentam ter nenhuma relação, mas o Direito Desportivo existe e é uma profissão muito importante. Afinal, empresas e organizações esportivas precisam lidar constantemente com situações legais e, para isso, um advogado é essencial.

Como o esporte é regido por regras, é extremamente necessário que o trabalho do Direito Desportivo se faça sempre presente e garanta o cumprimento das normas legais. Além disso, todo atleta precisa de um advogado, seja por questões trabalhistas ou pessoais. Esse profissional vai tratar de todas as relações jurídicas relacionadas às atividades desportivas, disposições administrativas, trabalhistas, civis, etc.

Assessoria de atletas

A assessoria possibilita ao atleta um treinamento único e exclusivo. Por isso, é crescente a procura por esse serviço no Brasil. O atleta recebe acompanhamento de uma equipe especializada e pode contar com a parceria de profissionais de outras áreas, como nutricionistas, psicólogos, endocrinologistas, fisioterapeutas, etc. Suporte alimentar no treino, musculação, planilhas de treinamentos, inscrições em provas, atividades complementares, entre outros serviços, são o diferencial da assessoria de atletas.

Assessoria de imprensa

Todo atleta que ganha certa visibilidade acaba necessitando dos serviços de uma assessoria para administrar e manter “viva” sua imagem pública. O assessor deve conhecer bem o cliente que vai assessorar, pois ele será um tipo de mediador entre ele e a mídia. Sendo assim, é necessário que seja estabelecida uma boa relação profissional, alcançando os melhores resultados.

Além de manter dados importantes da trajetória do atleta, é função do assessor atualizar a imprensa sobre notícias relevantes relacionadas a ele.

Organização esportiva

Por trás de todo evento esportivo há muito trabalho envolvido. São inúmeras as questões a considerar para que a logística do evento funcione corretamente. Desde a Copa do Mundo até o campeonato regional de determinado esporte, todo evento conta com pessoas responsáveis por sua criação e gestão. 

Criação de tabelas de jogos, hospedagem para os atletas de outras cidades, captação de funcionários que contribuam com o andamento do evento: essas e outras providências são funções de um organizador de eventos esportivos.

Coaching esportivo

O coaching é uma profissão que está se popularizando cada vez mais no Brasil e esse é um ótimo momento para se especializar nessa área dentro do mercado desportivo. 

O trabalho desse profissional é incentivar e desenvolver atletas e equipes no âmbito pessoal, visando melhores rendimentos e sempre focando em liderança, disciplina e autoconfiança — características fundamentais para qualquer atleta.

Dicas para se dar bem no sport business

Assim como em qualquer profissão, é preciso muito trabalho e dedicação para obter sucesso no sport business. E, também como em todo setor, alguns profissionais acabam se saindo melhor do que outros e são mais bem-sucedidos, mas não há nenhuma fórmula secreta ou milagre.

O importante é fazer o que você mais gosta e tem mais aptidão. Se esforce e corra atrás de ser o melhor profissional da sua área! Busque conhecimento, foque em um segmento específico, saiba lidar com pessoas, seja empreendedor e tenha a certeza de que você vai se dar muito bem no mundo dos negócios esportivos!

Busque conhecimento

Ao entrar para o mundo do sport business, você passa a trabalhar em pelo menos duas áreas diferentes ao mesmo tempo. É preciso ter um amplo conhecimento em esportes, dominando não apenas as regras de cada modalidade com a qual você vai trabalhar, mas também tudo que envolve sua gestão.

Além disso, é imprescindível ter ainda mais conhecimento na parte do “business”, focando na área de atuação escolhida. Quer ser empresário? É preciso entender de administração de empresas. Quer ser gestor de carreiras? É importante saber tudo sobre o mercado de trabalho e suas oportunidades.

Esses são exemplos muito pequenos perto da importância de buscar sempre mais conhecimento em ambas as áreas: administração e esporte. Além disso, em muitos nichos desse mercado é necessário saber outros idiomas, ter um amplo conhecimento intercultural, saber falar bem em público, ter boas habilidades de negociação e estar sempre em contato com pessoas.

Portanto, se você quer se dar bem no mundo dos negócios no esporte, conhecimento nunca é demais! Busque sempre por informações que podem ser úteis para o bom andamento de seu trabalho na área de sport business.

Foque em uma área

Como já mencionamos, o business esportivo é uma área que abrange nichos completamente diferentes. São muitas as profissões que fazem com que a indústria do esporte exista e, portanto, você precisa definir aquela com a qual se identifica mais.

A especialização é fundamental para que você direcione corretamente o seu trabalho e dê um sentido a ele. Não existe alguém que seja simplesmente um gestor esportivo em geral: pode-se ser um gestor esportivo especializado em marketing, em direito, em administração ou em várias outras áreas que se complementem.

Em alguns casos, é fácil definir a área a seguir no meio do esporte, como para quem estudou Direito ou Comunicação, por exemplo. Mas e quanto aos profissionais formados em Educação Física que querem trabalhar com negócios no esporte? São essas as pessoas que mais precisam se especializar e definir uma área para investir seu tempo e dedicação, se tornando um profissional qualificado.

Estude todas as possibilidades e escolha aquela com a qual você se identifica mais. Direcione seus esforços e estudos para a área escolhida e aumente sua chance de sucesso!

Saiba lidar com pessoas

Por mais que você esteja por trás de uma empresa ou organização e não tenha contato direto com atendimento ao público, o tempo todo você estará lidando com pessoas: colegas de trabalho, atletas, torcedores, alunos, veículos de mídia, patrocinadores, anunciantes, entre muitos outros.

Essas são pessoas muito diferentes umas das outras, então você precisa saber agir profissionalmente com todas elas — principalmente ao falar em nome de uma empresa, organização ou atleta. Profissionais de gestão esportiva que trabalham com equipes e atletas famosos precisam, ainda mais, saber lidar com pessoas.

É muito importante saber negociar e ter em mente que suas falas podem ser interpretadas de formas diferentes por cada um. Ter uma boa oratória é outra excelente vantagem, além de saber agir friamente em algumas situações e profissionalmente em todas elas.

Empreendedorismo é fundamental

Empreendedorismo é ter a capacidade de idealizar e colocar em prática novos projetos e negócios, além de conseguir enxergar formas de aperfeiçoar negócios já existentes. Essa é uma característica fundamental para quem quer entrar para o mundo dos negócios esportivos.

Ainda que não pretenda abrir seu próprio empreendimento, você pode acabar virando a cabeça de alguma empresa ou o gestor de um profissional empreendedor. É preciso ter ideias, iniciativa e ser original, visando sempre o crescimento do projeto em que você está inserido.

Além disso, alguns gestores esportivos trabalham com mais de uma empresa, organização ou atleta. Nesse caso, tenha em mente que não existe um padrão e que cada um tem necessidades diferentes. Você precisa ter uma visão única para cada cliente, sugerir projetos exclusivos e estar sempre inovando.

Você pode trabalhar em um único nicho, com clientes de um mesmo segmento, e necessitar de conhecimentos e ações completamente diferentes para realizar seu trabalho em cada um dos casos. Afinal, todos tem suas particularidades e é sua função se adaptar a elas.

Busque uma especialização

É preciso entender que para trabalhar com gestão esportiva não basta simplesmente amar os esportes ou ser um bom atleta em determinada modalidade. É imprescindível entender de negócios e, principalmente, se especializar na área em que você pretende trabalhar especificamente. 

Também não pense que uma veia empreendedora e muita coragem são suficientes para ingressar neste mercado. É preciso se apoiar em uma boa formação para poder competir com os profissionais já estabelecidos no meio.

Apesar de não ser um mercado profissional muito novo, só agora os profissionais estão entendendo, de fato, a importância da formação e do estudo especializado, unindo a parte de gestão à área dos esportes. Por isso, quem está entrando no mercado agora com conhecimentos sólidos já tem uma grande vantagem em relação a outros profissionais!

Poucas empresas contratam profissionais não especializados — e, com certeza, não são as melhores do setor. Se você decidir abrir seu próprio negócio, então, a especialização é ainda mais importante para garantir que o empreendimento se sustente e seja bem-sucedido. 

Existem diversos cursos de especialização, tanto dentro da faculdade de Educação Física quanto cursos à parte, como pós-graduação, MBA ou cursos de extensão.

Em geral, as especializações abrangem também a gestão esportiva como um todo, para que o aluno tenha uma visão ampla de como funcionam os bastidores de uma empresa da indústria esportiva e tenha noção dos vários nichos dentro desse mercado. Conheça algumas das opções disponíveis no mercado:

Gestão esportiva

Esse é o nome de quase todos os cursos que você encontrará nessa área. Os cursos denominados assim são bem mais voltados para a parte administrativa, focando muito em economia, empreendedorismo e liderança. Marketing também é uma área estudada nesses cursos, mas geralmente não há um grande enfoque.

Marketing esportivo

Se você quer focar nessa área, saiba que não precisa necessariamente ser formado em Comunicação. Os profissionais de Educação Física também podem trabalhar com marketing esportivo, mas é importante já ter certo conhecimento na área antes de se especializar.

Alguns cursos de business esportivo focados em Marketing abordam até mesmo conteúdos relacionados a estratégias de patrocínio e eventos. 

Graduação em gestão desportiva e de lazer

Sim, também existem graduações específicas nessa área. Não são muitas as opções de faculdades que oferecem esses cursos, mas existe essa possibilidade. Por serem cursos mais longos, eles abrangem todos os principais nichos do mercado, se aprofundando um pouco mais em cada um deles.

Os cursos que abrangem também a gestão de lazer possuem conteúdos voltados para eventos e turismo. Além desses, há ainda cursos bem específicos como coaching esportivo e cursos focados em um esporte em especial. Como a área é muito ampla, há muito o que estudar e se especializar.

Conclusão

O primeiro passo para quem quer se aventurar no sport business é entender que essa é uma indústria muito grande, muito poderosa e que movimenta muito dinheiro no mundo inteiro. Para que esse mercado se fortaleça cada vez mais, é fundamental que existam profissionais trabalhando por trás do espetáculo que se vê nos campos, nas quadras, piscinas, ou seja onde for que os esportes sejam praticados.

Tratar uma modalidade esportiva ou um atleta como um negócio pode soar estranho em um primeiro momento, mas um dos trabalhos do gestor esportivo é fazer com que isso se torne algo normal. É preciso entender que, seja uma empresa, organização ou atleta, quando se visa o lucro e o fortalecimento de seu nome no mercado, a gestão é fundamental.

Seja para administrar, negociar, para cuidar da parte burocrática, da imagem ou da carreira, o gestor esportivo estará presente em qualquer equipe esportiva, empresa, organização e até mesmo na vida de outros profissionais desse mercado.

A gestão esportiva é uma excelente e promissora opção de mercado para aqueles profissionais apaixonados pela Educação Física e pelos esportes, mas que não querem seguir as tradicionais profissões de atletas, treinadores, personal ou instrutores. Quem disse que um profissional de Educação Física não pode se tornar um empresário ou trabalhar em ambiente corporativo, sem deixar de exercer sua profissão?

O profissional do business esportivo é aquela pessoa que estará sempre por trás das estratégias, da criação de novos projetos e da inovação nos esportes.

Aventure-se e conheça tudo que o universo do sport business tem a oferecer a seus profissionais! Se você se interessou em entrar para o mundo dos negócios no esporte, conheça os cursos da UniSport Brasil e comece logo a se especializar!

Sobre o autor

Unisport Brasil

4 comentários

  • O que tenho a dizer é de extremamente importante aos cursos oferecidos para o mercado de trabalho, pois não sou formado, mas possuo Superior Incompleto em Educação Física, já atuei como Treinador em Categoria de Base e estou atuando como Árbitro quase como um Coaching Esportivo atuando em análise de atletas e Personal, pelo qual estou buscando conhecimento em várias áreas, embora estar trancado o Curso de Educação Física, mas espero me especializar para ter os meus sonhos realizado e pode realizar de muitos.

  • Sou acadêmico de educação física, gostei muito do artigo, mudou minha maneira de ver o curso e me ajudou bastante na minha perspectiva de carreira na área 🔝

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This