Pare de se preocupar com o tempo de carreira de educação física
Aprendizado

Pare de se preocupar com o tempo de carreira de educação física

Escrito por Unisport Brasil

Introdução

Se você está entre aqueles que acreditam que a carreira de Educação Física é um campo profissional com tempo de atividade limitado esse artigo é para você.

Decididamente, as coisas não são assim e o tempo não é um fator limitante para essa atividade profissional. Na verdade, você verá que o tempo trabalha a seu favor se você o conduzir de modo organizado.

Ainda no ano de 2012, um relatório publicado pelo United States Department of Labor (Departamento de Trabalho dos Estados Unidos) projetava a carreira de Educação Física entre as 10 profissões com maiores demandas no mercado para 2020. Hoje já se pode perceber porque aquelas previsões estavam corretas: a Educação Física é um mercado que, além de oferecer inúmeras possibilidades, continua em crescimento. Além de crescer, também surgem novos nichos nesse universo.

Por outro lado, você poderia, por exemplo, construir uma carreira com vistas a se tornar uma autoridade nesse segmento, isto é, uma referência profissional como Professor, Personal Trainer ou Técnico Esportivo, entre outras tantas atividades que a Educação Física possibilita. Em qualquer dessas opções, o tempo está a seu favor, o que significa dizer que vale a máxima popular “quanto mais experiente melhor”. Trata-se, portanto, de um investimento a longo prazo, mas com colheitas mais fartas.

Assim, deixe de lado a preocupação com o tempo: ele está do seu lado.

Educação física: você não escolheu uma carreira fácil

O profissional de Educação Física, ainda na escola, pode escolher o caminho da licenciatura ou do bacharelado. No primeiro caso, irá atuar exclusivamente como professor no ensino infantil, fundamental e médio, tanto em escolas privadas como públicas. Mas, de toda forma, será literalmente um professor escolar. Inclusive com aposentadoria mais cedo, conforme prescreve a legislação vigente.

Por sua vez, o bacharel em Educação Física não pode lecionar em escolas como as referidas, mas dispõe de um mercado bem mais amplo, como clubes, academias, spas, hotéis, entre outros segmentos do mercado. Por outro lado, tem à sua disposição frentes como as de personal trainer, turismo ecológico, turismo de aventura, negócios esportivos e inúmeras outras. E, do mesmo modo como o licenciado, o bacharel também pode optar pela carreira acadêmica e dedicar-se ao ensino ou à pesquisa nas universidades e instituições correlatas, a partir da pós-graduação.

No entanto, embora não seja a carreira mais fácil do mundo, existem muitas possibilidades abertas. Uma tendência marcante na carreira do profissional de Educação Física que transparece atualmente é a de estar se tornando uma verdadeira jornada pessoal, com foco cada vez maior no próprio indivíduo.

Isso significa que os fatores de sucesso do profissional estão começando a migrar da produtividade dentro de uma empresa para outras condições onde houver melhor remuneração, melhor estabilidade, melhor cargo etc. É preciso, no entanto, que desde cedo o profissional se planeje, isto é, desenhe o caminho que pretende seguir e tenha muito claro aonde quer chegar, para não ficar à mercê das ondas do mercado.

Você pode, como referência, pensar em grandes nomes do esporte, grandes técnicos de destaque, enfim, grandes figuras de sucesso no segmento que escolher. Mas a sua carreira precisa ser construída e isso requer um planejamento sério e o esforço profissional necessário para o sucesso de qualquer empreitada.

Você pode, também, optar por um emprego de professor ou treinador e se manter nessa atividade eternamente. Tudo vai depender do caminho que quiser seguir e do lugar que pretender alcançar. Oportunidades existem e, cada vez mais e bem variadas. Mas considere ainda, em qualquer uma delas, os aspectos éticos do Profissional de Educação Física na construção de sua carreira. Eles são imprescindíveis para você se manter de modo seguro aonde chegar.

Nesse universo de possibilidades, as preferências, as tendências e os padrões físicos e estéticos que a sociedade define orientam um mercado crescente: o do personal trainer. Já existe até uma Sociedade Brasileira de Personal Trainers (SBPT), segundo a qual soma mais de 85 mil desses profissionais no país. Mas esse é um número considerado ainda muito pequeno frente à demanda.

Segundo um levantamento realizado pelo IHRSA Global Report 2015 (International Health, Racquet & Sportsclub Association), o Brasil, com mais de 32 mil unidades instaladas, é o segundo país com maior número de academias de condicionamento físico por habitante. Fica atrás apenas dos Estados Unidos.

Finalmente, é importante destacar que os profissionais de Educação Física não podem prescrever dietas associadas aos treinos, uma vez tratar-se de competência exclusiva dos profissionais da Nutrição. Ainda que o profissional de Educação Física se especialize em Nutrição Esportiva, o impedimento de prescrição de dietas e suplementos persiste como prerrogativa do nutricionista.

Do mesmo modo, os habilitados em Educação Física também não estão autorizados a trabalhar na reabilitação de lesões, por tratar-se de segmento exclusivo dos profissionais da Fisioterapia.

Depois da faculdade

Desde 1998, quando a profissão de Educação Física foi regulamentada no Brasil, a atuação desse profissional encontrou uma valorização inexistente anteriormente. Diversos caminhos se abriram para o profissional. O Conselho Regional de Educação Física de São Paulo (CREF-4), por exemplo, elaborou uma lista contendo 84 diferentes atuações nessa área.

Por sua vez, de modo geral, os salários ainda são baixos, em especial naquelas áreas onde há maior oferta. Mas flutua para mais quando o profissional se diferencia, seja porque é uma autoridade no setor, seja porque domina uma tendência nova na área.

Mercados são eternos desafios e o profissional de Educação Física precisa ser dinâmico se pretende uma carreira evolutiva, com crescentes alcances. E, diante de tantas possibilidades, qual caminho seguir? Com certeza o novo profissional não está limitado a escolher entre a escola e a academia.

Desse modo, veja as seguintes dicas:

A faculdade mostra caminhos e prepara para os primeiros passos

Não deixe de sonhar, quer dizer, pense muito no que você gostaria de fazer nessa profissão que escolheu e considere as diversas possibilidades disponíveis. A hora de começar a realização de seus projetos é essa. Sua história profissional está começando.

Por sua vez, a escola não entrega o profissional pronto para o mercado, mas pronto para iniciar-se no mercado. Identifique o segmento com o qual você encontra mais afinidade, analise as possibilidades oferecidas pelo mercado e construa o seu espaço se aprofundando na área eleita. Em breve você deverá pensar em uma especialização para avançar no caminho escolhido.

Trabalho e estudo devem caminhar juntos

O profissional que pretende construir uma carreira de sucesso precisa manter-se atualizado com o mundo da carreira de Educação Física, assim como tecnicamente preparado na sua área de atuação. Isso requer acompanhamento e estudo frequentes. No entanto, é preciso que, a partir dos seus sonhos, das opções que você fizer, você se dedique a estabelecer objetivos e metas.

Por outro lado, a base oferecida pela faculdade, agora devem ser somadas às primeiras experiências na área de sua preferência consolidando a sua opção. Vá em frente e aprofunde-se. Seja senhor de suas escolhas e mantenha-se em dia com os avanços do mercado na área e com o conhecimento que se especializa a todo o momento.

Fique atento às tendências

Não apenas a ciência da Educação Física avança, mas também a tecnologia pertinente ao ramo, assim como as tendências do mercado. A todo o momento surgem novos equipamentos, novas linhas de ação em condicionamento físico, novos valores adotados pela sociedade que requerem a participação do profissional da área e que direcionam o mercado. Procure estar a par do que acontece. Desse modo será mais fácil garantir o seu espaço.

Operacionalize o seu conhecimento

Faça uso do que você já sabe. O estudo não visa iniciar uma coleção de certificados para enfeitar seu currículo ou sua parede.

Se você é acadêmico, pesquisador, profissional trainer, instrutor ou treinador em um clube ou empresa, não importa. Qualquer que seja sua atividade procure aplicar o que você aprendeu. Assim, você consolida sua experiência e pode avançar no caminho pelo qual optou e se aperfeiçoar. Escolha por fazer uso daquilo que sabe. Isso faz a diferença e o mercado quer essa diferença que você pode fazer.

Inicie a construção de seu networking

A sua rede de contatos profissionais poderá ser essencial em sua carreira. Se você manteve um bom relacionamento com seus professores e colegas, aprimore esses contatos, atualize-os e mantenha-se ativo com eles.

Do mesmo modo, considere selecionar as pessoas com quem passa mais tempo de seu dia ou que vê com mais frequência, de modo que estejam, de alguma forma, ligadas à sua atividade. Dessa forma você amplia ainda mais a sua rede profissional.

Especialize-se

Uma vez definido o seu caminho, isto é, a partir do momento em que ficar claro para você quais são suas aspirações profissionais no mundo da Educação Física e qual área deseja seguir dentro da profissão, parta para um curso de especialização. Eleja um curso focado nesse segmento pelo qual você optou. Concentre nele os seus esforços.

O seu aprimoramento virá da aplicabilidade que você der à sua especialização. Portanto, considere onde pretende atuar após a conclusão do curso que escolheu.

Existem muitas opções e, qualquer que seja a especialização que você pretenda seguir, lembre-se de planejar sua carreira. É muito importante que o caminho que você trilhar tenha sido pensado, de modo que um curso deve ser um dos passos na direção de um novo momento em construção. Como visto, é para isso que você deve se especializar, para ficar melhor no que está fazendo. Esse é o início do caminho para se tornar uma autoridade no assunto.

Veja algumas opções existentes:

Iniciação esportiva

Para alcançar resultados esportivos superiores é necessária uma dedicação maior dos atletas ao longo de alguns anos. Desse modo, observou-se a necessidade de se promover uma subdivisão metodológica em longo prazo com etapas e fases. Embora não muito definidas em termos de duração (quando começa uma e termina a outra), essas etapas e fases transcorrem desde a iniciação até o profissionalismo.

A etapa de iniciação esportiva é o período que vai desde os primeiros contatos das crianças e adolescentes com o esporte até o momento em que optam por uma determinada modalidade esportiva.

Na formação esportiva da criança e do jovem adolescente, o profissional de Educação Física procura desenvolver as capacidades motoras e coordenativas de maneira geral. Dessa forma, consegue criar uma base ampla e variada, partindo de movimentos de natureza mais lúdica (quase uma brincadeira, um jogo).

No entanto, a iniciação esportiva deve sempre ser acompanhada e orientada por profissional habilitado e capacitado para tal. É essencial que sejam respeitados os limites, assim como as fases de desenvolvimento da criança, levando sempre em consideração os aspectos educacional e social envolvidos.

Especialização esportiva

A especialização esportiva tem como fim preparar o atleta e capacitá-lo para conquistar resultados significativos em competições de alto nível. Considera-se que em inúmeros esportes não há como conquistar um elevado desempenho desportivo na ausência de uma especialização que seja ao mesmo tempo orientada e oportuna para o aprimoramento do atleta. Um fato que corrobora essa afirmação é a observação de que, nas modalidades esportivas mais sofisticadas e exigentes do ponto de vista técnico, os principais atletas começaram na infância.

O suporte fundamental para a especialização esportiva são as Ciências do Esporte, assim como os princípios didáticos e metodológicos. Estes, por sua vez, darão sustentação ao desenvolvimento da personalidade do jovem. Ao mesmo tempo, facilitarão a obtenção das condições para obtenção de rendimentos maiores no futuro.

Existe, porém, a prática denominada especialização esportiva precoce que consiste em treinar crianças para que se especializem em determinado esporte antes da idade mais apropriada para fazê-lo. Segundo a maioria dos autores, a especialização precoce deve ser evitada, uma vez que pode expor as crianças a danos físicos, psicológicos e sociais.

Coaching

No universo desportivo profissional, o coaching foi desenvolvido inicialmente com vistas a lidar com determinados comportamentos que colocavam em risco o desempenho de atletas. Coaching, portanto, não é terapia nem consultoria de aconselhamento. Trata-se de profissão bem regulamentada no mundo, como resultado principalmente das associações de confederações desses profissionais, as quais cuidam desses aspectos.

Coaching tem a mesma raiz de cocheiro, aquele que transporta de um lugar para outro a carruagem. A analogia é essa: o coaching transporta o indivíduo do seu estado atual (que pode ser indesejado ou improdutivo) para outro estado almejado pelo indivíduo (melhor ou mais produtivo). E isso em relação à família, à carreira e à própria vida.

Um coach é, antes de qualquer coisa, um incentivador de seu cliente. Através dele, o cliente alcança os próprios objetivos e aprimora suas qualidades e seu desempenho. Por essa razão, um coach pode ser contratado a qualquer momento, seja por uma pessoa física ou por um clube.

Para o profissional de Educação Física, trata-se de uma nova oportunidade de negócio. Desse modo, a especialização aproveitaria a experiência do profissional com vistas a um trabalho de coaching, por exemplo, visando um melhor estado de saúde e bem-estar de seu cliente.

Marketing esportivo

O marketing esportivo consiste na utilização das técnicas de marketing aplicadas às peculiaridades do esporte, isto é, a utilização do esporte como uma ferramenta de comunicação. Pode ser realizado através de uma associação da imagem de um atleta de destaque ou de um time ou clube a uma determinada marca comercial.

No Brasil, o marketing esportivo é extensivamente utilizado por grandes corporações, em especial os times de futebol. O segmento de marketing esportivo oferece muitas vantagens e oportunidades, pouco ou ainda não trabalhadas, como por exemplo:

  • Venda de espaço publicitário em placas em um estádio esportivo;
  • Venda de adoção de nomes em determinados setores de um estádio esportivo;
  • Programas de contribuição mensal de torcedores de clubes;
  • Programas de doação de sangue;
  • Programas de doação de órgãos;
  • Promoção de eventos;
  • Licença de produtos;
  • Venda da imagem de desportistas famosos.

Uma das grandes vantagens da utilização do marketing esportivo é sua capacidade de veicular o que seria a sua mensagem publicitária em momentos em que o público se encontra cativo e, assim, muito mais receptivo.

O tempo não é seu inimigo

O papel do profissional de Educação Física vai além de promover a saúde das pessoas por intermédio da prática de atividades físicas. Consiste também em planejar, coordenar e supervisionar diversos programas de atividades físicas, esportivas ou recreativas.

Nessa atividade, acompanha e orienta pessoas de todas as idades e condições: de crianças em idade escolar a idosos com cuidados específicos, de pacientes que necessitam recuperar seus movimentos a pessoas portadoras de deficiências físicas. Trata-se, portanto, de um universo bem amplo de atuação.

Além disso, como visto, existe também um grande leque de opções para o profissional direcionar sua carreira. Nesse caminho, você não deve desconsiderar o tempo. Não que ele seja limitante. Ao contrário, ele está do seu lado e só requer que você se planeje para melhor aproveitá-lo.

Desse modo, para utilizar o tempo em sua carreira da melhor maneira possível, você deve elaborar um bom planejamento, como já foi abordado antes. E você pode tirar o máximo proveito do tempo que for planejado investindo em sua formação e produzindo, isto é, atuando na direção desse novo conhecimento. Em outras palavras: estude e converta esse conhecimento em atividade profissional.

O transcorrer do tempo, dessa forma, será utilizado na construção de uma carreira de sucesso, formando e especializando, cada vez mais, um profissional com uma boa base teórica e, ao mesmo tempo, experiente.

Portanto, uma carreira bem estruturada e com foco será constantemente reforçada com atualizações. Estas, por sua vez, se consolidam através de palestras, de cursos de extensão e de participação em eventos técnicos, entre outras atividades de aperfeiçoamento.

Conclusão

Decididamente, o tempo não é um fator limitante na carreira do profissional de Educação Física. Ao contrário, é seu parceiro, e você tem como tirar grande vantagem disso.

São inúmeras as possibilidades dentro da caminhada profissional, o que muito facilita a identificação com as opções de maior afinidade. No entanto, a grande chave para ter o tempo do seu lado é o planejamento de sua carreira. Este é o instrumento que o conduzirá ao melhor aproveitamento, garantindo os encaminhamentos que você almejar.

A partir da conclusão do curso de graduação, você deve buscar seguir com rigor o planejamento elaborado. E, para isso, algumas dicas são importantes: trabalhar e dar continuidade aos seus estudos, fazendo cursos e participando de encontros técnicos; manter-se afinado com as tendências do mercado; operacionalizar o conhecimento adquirido levando a teoria à ação; e construir o seu networking profissional.

Parte essencial da carreira do profissional de Educação Física é a dedicação à sua especialização. Você deveria especializar-se no segmento com o qual encontra mais afinidade, de modo que possa aplicar os conhecimentos adquiridos no atendimento às demandas do mercado.

Por sua vez, as especializações disponíveis são muitas e diversas. Uma vez feita sua opção, ajuste o seu planejamento e aplique-se com rigor, quer dizer, vá fundo nas suas escolhas. Mantenha-se focado. Assim você disporá dos principais ingredientes para transformar a sua carreira em um sucesso profissional.

Assim, iniciação esportiva, especialização esportiva, coaching e marketing esportivo são alguns exemplos de caminhos pelos quais a especialização pode lhe conduzir. Dentro desse grande espaço de opções você não terá dificuldades de encontrar-se.

Finalmente, perceba como o tempo, sendo bem planejado e bem trabalhado, realmente é um grande parceiro que lhe permite construir a carreira que você desejar. Você poderá fazê-lo em função dos seus sonhos e dos esforços que você estiver disposto a despender para realizá-los.

Faça uso, portanto, das facilidades que o mercado lhe oferece na forma de cursos, de workshops, de encontros técnicos etc., todos voltados para a carreira de Educação Física. O aproveitamento e o valor que você dá ao seu tempo é que definem o quanto ele lhe é útil de fato.

Agora você está mais informado sobre a carreira de Educação Física e pode perceber que o tempo não limita o desenvolvimento dessa carreira. Ao contrário, você pode perceber que ele, na verdade, pode ser um grande aliado.

Se você deseja saber mais sobre as oportunidades de cursos e encontros técnicos que são essenciais e enriquecem a formação do profissional de Educação Física, entre em contato conosco.

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This