Preparador de goleiros: o que é e como se tornar um fera no esporte?
Futebol

Preparador de goleiros: o que é e como se tornar um fera no esporte?

Escrito por Unisport Brasil

Um time vencedor sempre começa com um bom goleiro, como já diz o ditado. Por isso, a preparação deste atleta precisa ser a de mais alto nível. E o mercado do futebol necessita não só de alguém que vá buscar a bola no ângulo, mas também de um ótimo preparador de goleiros.

Hoje, a pauta é este profissional que trabalha para a melhor performance do camisa 1. O objetivo deste texto é responder a várias perguntas e dúvidas de quem quer ingressar neste ramo: qual é o papel do preparador de goleiros? Quais são os conhecimentos necessários? Quem são os nomes de destaque no mercado? Por que e qual a importância de se qualificar?

O papel do preparador de goleiros

Formar goleiros não é apenas um trabalho de lapidação do profissional de defesa. Aquele estereótipo daquela pessoa que somente chuta bolas para o goleiro é falso. Ser um preparador é conhecer metodologias, reciclar-se sempre que for importante e poder botar sua expertise em prática. É praticamente uma arte.

Os goleiros também não são meros pegadores de bola. Como a própria seleção alemã nos ensinou na Copa do Mundo de 2014, o arqueiro faz parte do jogo tático, contribuindo com uma saída de bola. O sucesso de Neuer, tanto na tetra campeã mundial, quanto no Bayern München, é o grande exemplo. É por ele que o jogo começa e cada vez mais se necessita de mais qualidade no início das jogadas.

Assim como o atleta, a profissão de preparador de goleiros mudou. Ela passou de um mera ferramenta para os clubes para um trabalhador que ganha ainda mais importância no meio esportivo. Ele precisa ser um planejador, que organiza as atividades de treinamento individual e que auxilie ainda mais diretamente o trabalho tático do treinador principal.

Conhecimentos necessários

Para ser um preparador de goleiros de sucesso, cada vez mais este profissional precisa de conhecimentos e qualificações. No âmbito acadêmico, o aspirante precisa entender sobre os princípios relacionados ao treinamento desportivo. Além disso, ele deverá ter noções sobre diversas ciências, como fisiologia, cinesiologia, bioquímica, anatomia, psicologia, nutrição e até primeiros socorros.

Além disso, no dia a dia da preparação de arqueiros o profissional não pode se esquecer de sua missão, que vai além da educação dos goleiros, principalmente quando se trata de formar atletas de base. Os princípios competitivos ficam em segundo ou terceiro plano, neste caso.

Já no âmbito psicológico do próprio preparador, o trabalhador desta área deve ter as características necessárias para aplicar seus conhecimentos, como rigidez, o comprometimento, além de uma boa didática para facilitar as atividades do dia a dia.

Vale ressaltar que o preparador de goleiros também não pode ser preguiçoso. Os conceitos futebolísticos não são estáticos, ou seja, estão em constante renovação. Por conta disso, o profissional deve se atualizar sempre que necessário, buscar novas leituras, pesquisas, artigos e extrair delas o que pode fazer a diferença.

Grandes nomes da profissão

Qualquer profissão tem seus grandes nomes e o preparador de goleiros não seria diferente. Primeiramente, vamos relembrar alguns dos primeiros profissionais que deram vida a este cargo no esporte. Aqui no Brasil, os precursores da preparação de goleiros foram Raul Carlesso e Valdir Joaquim de Morais.

Carlesso era tenente gaúcho quando ele se tornou membro da delegação da Seleção Brasileira campeã do mundo em 1970. Desenvolveu várias metodologias, que traziam aplicações de fundamentos que ajudaram a construir uma base para a profissão. O sucesso de seu trabalho foi tamanho que foi criado o Dia do Goleiro, em 26 de abril. Além disso, Raul Carlesso é autor do livro Manual do Treinamento do Goleiro, lançado em 1981.

Já Valdir Joaquim de Morais também esteve junto com Carlesso nesta jornada de implementação do profissional de preparação. Ele começou este trabalho no Palmeiras, durante a década de 70, e contribuiu muito com suas metodologias relacionadas à colocação e reflexo. Foi importante não só no clube alviverde, mas em várias outras passagens, sendo o responsável pela formação de craques como Leão, Marcos, Zetti e Rogério Ceni.

Inclusive, com Rogério Ceni foi, talvez, o seu grande trabalho. Foi nele que Valdir incutiu uma característica que é lembrada toda vez que se fala do ídolo tricolor: a qualidade com os pés. A reposição de bola de Rogério evoluiu muito da base para o profissional e, claro, ele se tornou o maior goleiro-artilheiro da história do futebol com esse aprendizado.

Atualmente, os grandes destaques da profissão são Robertinho, do Cruzeiro, Marcio Vargas, que trabalha no Joaçaba, time de futsal de Santa Catarina e, claro, Taffarel, preparador de goleiros da Seleção Brasileira.

Os três são conhecidos no universo da preparação de goleiros por terem características bem distintas. Robertinho é querido nos bastidores do Cruzeiro por conta de sua rigidez e por ser um ótimo observador e contextualizador. Sua didática o credencia como profissional e, por seu bom trabalho, esteve no bicampeonato brasileiro da equipe em 2013 e 2014.

Marcio Vargas é destaque por conta de sua constante capacidade de se atualizar no meio. Ele realizou vários cursos e sempre trabalhou aplicando seus conhecimentos com os “pés no chão”. Hoje é um dos mais respeitados treinadores de goleiros do futsal brasileiro.

Já Taffarel é referência por conta de sua vasta experiência no futebol. O trabalho dele é qualificado e resistiu até mesmo à queda de Dunga no comando da Seleção e, assim, permanece nesta campanha vencedora de Tite.

A importância de se qualificar

O mercado para preparador de goleiros está cada vez mais exigente. Não basta apenas ser ex-atleta ou chutar bolas para o arqueiro pegar. Claro que a experiência conta, mas a qualificação é fundamental.

A profissão conta cada vez mais com novos recursos modernos. Planejamento, ciência, psicologia, didática, análise de desempenho e muitas outras palavras estão constantes no mercado de preparador de goleiros e o aspirante a essa função deve estar por dentro das tendências.

Se você tem interesse em ingressar nesta profissão de preparador de goleiros, a Unisport Brasil sempre traz vários cursos relacionados à área e também explica como funciona o mercado.

Então, se você quer ser um preparador de goleiros de sucesso, procure o nosso site oficial e conheça os nossos serviços e produtos. Quem sabe o seu primeiro passo esteja conosco. Até a próxima!

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Sobre o autor

Unisport Brasil

4 comentários

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This