Regras de futebol americano: teste seu conhecimento sobre esse esporte
Aprendizado

Regras de futebol americano: teste seu conhecimento sobre esse esporte

Escrito por Unisport Brasil

A National Football League (NFL) é uma das principais ligas esportivas do mundo e a maior dos Estados Unidos. Nos últimos anos, os seus jogos vêm atraindo os espectadores brasileiros pela emoção que eles proporcionam. Porém, para quem é iniciante no esporte, entender as regras do futebol americano pode ser um problema.

Apesar de o nome ser parecido, o futebol americano não tem muitas semelhanças com o futebol que conhecemos e é praticado no resto do mundo. Porém, entendendo alguns conceitos básicos, é possível apreciar essas partidas que conquistam índices enormes de audiência.

Foi pensando nisso que preparamos para você um guia básico sobre o futebol americano. Se você não conhece o esporte, este artigo te ajudará a acompanhar melhor os jogos. Se já conhece, aproveite para testar seus conhecimentos!

Uma breve história da NFL

A Liga Profissional de Futebol Americano foi criada em 1920 com o nome de American Professional Football Association (APFA), mas mudou para National Football League em 1922. Em suas primeiras décadas, ela não era a única competição do esporte no país e, na década de 60, rivalizava com a American Football League (AFL).

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Por conta da inflação nos salários dos jogadores, as duas ligas iniciaram as negociações para uma fusão, que foi sacramentada em 1970. Atualmente, a NFL é a principal liga esportiva dos Estados Unidos, superando a NBA (basquete), NHL (hóquei no gelo) e MLB (beisebol).

As suas regras foram adaptadas durante as décadas. Inicialmente, o jogo era mais parecido com o rugby, no qual os jogadores só podem passar a bola pra trás. A introdução do passe para frente foi uma das suas maiores revoluções e, atualmente, os dois esportes são pouco similares.

As regras do futebol americano

O campo

Um campo de futebol americano tem 53 jardas de largura e 100 jardas de longitude — 1 jarda equivale a 91,44 centímetros. A área é dividida por várias linhas: as brancas maiores a cada 10 jardas, as marcas menores a cada jarda e ainda uma área nos dois extremos do campo que tem 10 jardas cada, chamada de end zone.

O objetivo principal das equipes é atravessar o campo até a end zone adversária, onde acontece a pontuação. Enquanto isso, as defesas tentam evitar o avanço, para receber a bola de volta ou forçar um erro e conquistar alguns pontos no outro lado do gramado.

Número de jogadores

No futebol americano, os times são compostos por 11 jogadores em cada lado do campo. Apesar disso, não existem titulares definidos. Isso porque os atletas têm funções específicas em campo e, como não há um limite de substituições, os técnicos adotam formações diferentes durante a partida.

Cada equipe é composta de três unidades diferentes de jogadores: de ataque, de defesa e os times especiais, que entram em campo apenas nas situações de chute (kick off, field goal e punt). É possível que alguns membros dos times especiais atuem em outras funções, mas é muito raro alguém atacar e defender no mesmo jogo.

Equipamento e uniforme

Uma das principais preocupações da NFL é a segurança dos jogadores. Por isso, cada atleta tem uma série de equipamentos obrigatórios, que pesam alguns quilos. O principal é o capacete, desenvolvido para minimizar os choques na cabeça — o que ocorre com alguma frequência.

Além disso, os jogadores utilizam o shoulder pads, que são almofadas protetoras do peito e do ombro. Pelo seu tamanho, esse objeto os deixa com a sensação de vestir uma armadura. Dependendo da posição, outros equipamentos podem ser adicionados, como protetores de costas e quadril.

O uniforme padrão conta com a camisa (jersey), calça (pants) e a chuteira, sendo os dois primeiros de nylon. Alguns jogadores utilizam luvas para proteger a palma da mão ou aumentar a aderência, variando pela sua função em campo.

Posições

Os quarterbacks são os jogadores mais famosos da NFL. Nomes como Tom Brady e Aaron Rodgers podem ser conhecidos mesmo por quem não acompanha o esporte. Porém, existem diversas posições no futebol americano — e todas são fundamentais para o sucesso de uma equipe. Entenda quais são todas elas:

Ataque

  • quarterback (QB): é responsável por organizar as jogadas de ataque e realizar os passes, além de receber os snaps;

  • running back (RB): é o jogador que corre com a bola, posicionando-se geralmente ao lado ou atrás do QB. Alguns times utilizam um fullback (FB), que tem função parecida, mas é mais forte e bloqueia melhor;

  • wide receiver (WR): é o jogador que se posiciona nas laterais para receber os passes;

  • tight end (TE): tem a função de receber os passes ou bloquear para o RB, dependendo da formação de ataque;

  • center (C): é o jogador central da linha ofensiva, que realiza o snap e bloqueia os adversários;

  • guard (G): fica ao lado do center e bloqueia os adversários pelo meio;

  • offensive tackle (OT): completa a linha ao lado do guard. Sua principal função é proteger o quarterback dos adversários, além de bloquear.

Defesa

  • defensive tackle e defensive end (DT e DE): são os jogadores da linha defensiva e tem como objetivo parar o jogo corrido e atrapalhar o quarterback;

  • linebacker (LB): fica posicionado no meio da defesa e tem função dupla: impedir as corridas do adversário e marcar os passes curtos;

  • cornerback (CB): é um jogador rápido, que marca diretamente o WR adversário. Seu objetivo é evitar os passes;

  • safety (S): é o último jogador de defesa, responsável pela cobertura do jogo aéreo adversário.

Times Especiais

  • kicker (K): é responsável pelos kickoffs, field goals e extra points da equipe;

  • punter (P): como o nome sugere, chuta os punts;

  • holder (H): é o jogador que segura a bola para o kicker chutar;

  • returners (KR e PR): recebem a bola do adversário e tentam pontuar no retorno ou colocar a equipe na melhor posição para o ataque.

Pontuações

O principal objetivo das equipes no futebol americano é cruzar a endzone adversária. Porém, existem outros tipos de pontuação que contribuem para buscar uma vitória. Veja:

  • touchdown (6 pontos): é o gol da NFL. Ocorre quando o jogador entra na endzone adversária com o domínio da bola, seja por corrida ou passe. No segundo caso, o atleta deve ter o controle da bola com os dois pés dentro de campo para ser validada a pontuação;

  • extra point ou conversão de dois pontos (1 ou 2 pontos): depois de um touchdown, o ataque tem duas opções para pontuar. Chutar um extra point, a partir da linha de 15 jardas, para ganhar um ponto ou realizar uma jogada extra, saindo da linha de duas jardas. Caso ele consiga alcançar a end zone novamente, ganha dois pontos;

  • field goal (3 pontos): caso o ataque não consiga avançar até a quarta descida e esteja em uma boa opção de campo, ele chuta um field goal. O objetivo é acertar a bola dentro do Y localizado ao fim da end zone para garantir os pontos. Em caso de erro, o time adversário recupera a bola de onde saiu o snap. O recorde atual é de 64 jardas, feito por Matt Prater em 2013;

  • safety (2 pontos): é a pontuação mais rara do futebol americano. Acontece quando o jogador de ataque é derrubado na sua própria end zone. O time adversário, além de pontuar, ainda recebe a bola de volta.

Tempo de jogo

Uma partida de futebol americano é dividida em quatro quartos de 15 minutos, tendo no seu total 60 minutos de jogo. Entre o segundo e o terceiro quarto, há um intervalo de 12 minutos. Nos outros quartos, o intervalo é de 2 minutos.

Entretanto, o cronômetro do jogo pode ser pausado nas seguintes situações:

  • quando uma das equipes pontua;

  • quando um jogador sai com a bola pela lateral do campo;

  • quando um passe não é completado — a bola lançada toca no chão antes de ser pega pelo recebedor;

  • quando ocorre uma falta.

Nesses casos, o juiz coloca a bola na posição correta e libera o começo da próxima jogada. Os times têm 40 segundos para realizar o snap, que ocorre quando o jogador passa a bola por debaixo das suas pernas para trás, indicando que o lance começou.

Caso os times estejam empatados ao final da partida, há uma prorrogação de 15 minutos, em que cada equipe tem direito a um ataque. Porém, assim que um touchdown for marcado, o jogo é encerrado. Em caso de qualquer outra pontuação ou devolução da bola, basta o adversário pontuar mais em seu ataque para vencer.

Em partidas não eliminatórias da NFL, se os dois times terminaram empatados ao final da prorrogação, elas são encerradas sem vencedor. Já em mata-mata, ela segue até que uma das equipes pontue e se classifique.

Início da partida

Uma partida de futebol americano começa no kickoff. A bola é posicionada em pé na linha de 35 jardas do campo do time defensor e recebe um chute inicial do kicker em direção ao campo de ataque adversário.

O retornador adversário recebe a bola e tenta avançar com ela até ser derrubado ou sair do campo. É nesse ponto em que a campanha do time de ataque começa no lance seguinte.

No caso de o retornador receber a bola na end zone do seu campo, ele pode decidir correr com a bola ou se ajoelhar. Se ele preferir a segunda opção, o ataque começará na linha de 20 jardas do seu próprio campo.

O kickoff ocorre no primeiro e no terceiro quarto. Antes da partida, há um sorteio (cara ou coroa) para definir quem receberá a bola primeiramente. Depois do intervalo, o outro time começa atacando. No início dos outros quartos, o time que estava com a bola mantém a posse — acontece apenas uma troca de lado.

Timeout

O timeout é um pedido de tempo, como ocorre no basquete, no vôlei e em outros esportes. Cada time tem direito a seis timeouts de 30 segundos, divididos em três por tempo. Porém, eles não são acumulativos e só podem ser usados nos dois quartos correspondentes (3 nos dois primeiros quartos e 3 nos dois últimos).

Há ainda um timeout automático faltando dois minutos para acabar cada tempo, chamado de two-minute warning, que tem a função de avisar aos times o tempo restante. Nesse momento, as televisões também aproveitam para veicular anúncios comerciais, justamente na “hora nobre” da partida.

Desafio

A qualquer momento, antes do two-minute warning, o técnico de um dos times pode lançar uma bandeira vermelha no gramado e desafiar o resultado da jogada anterior. Ele deve ser realizado antes do snap seguinte e os árbitros, com a ajuda da tecnologia, revisam se a marcação de campo foi correta.

Cada técnico tem direito a dois desafios por partida e pode ganhar um desafio extra se estiver correto nos anteriores. Em caso de um desafio incorreto, o time é penalizado com a perda de um timeout. Assim, é necessário ter certeza do erro para pedir a revisão.

Depois do two-minute warning, apenas os árbitros decidem se a jogada deve ser revista ou não. Apesar disso, qualquer pontuação no jogo é confirmada com o auxílio das dezenas de câmeras presentes no estádio.

Vale destacar que as faltas não podem ser revisadas. Apenas lances não interpretativos são considerados — se um jogador saiu de campo ou se a bola chegou até a marca necessária para continuar o ataque, por exemplo.

Primeira descida

O avanço feito pelos jogadores no futebol americano é medido em jardas. O time de ataque tem como objetivo avançar o máximo de jardas para alcançar a end zone da equipe adversária.

No início de cada campanha de ataque, o time tem 4 tentativas para avançar 10 jardas. A meta é conquistar o first down (primeira descida) e renovar o número de descidas para continuar atacando.

Caso a equipe não consiga andar as jardas necessárias, ela perde a posse de bola onde terminou a jogada anterior. Por isso, na quarta descida, os times geralmente optam por chutar um punt, que é devolver a bola com os pés para longe do seu campo, ou tentar um field goal para marcar pontos.

Em alguns momentos do jogo, o técnico pode optar por arriscar a quarta descida com uma jogada normal. Isso é realizado principalmente quando a equipe está perdendo nos minutos finais e precisa pontuar para evitar a derrota.

Avançando pelo campo

Toda jogada é iniciada com o snap de um jogador da linha ofensiva para o quarterback (em algumas formações, outro atleta do ataque pode receber a bola). Basicamente, existem dois tipos de jogadas para avançar no futebol americano:

  • jogo corrido: o quarterback entrega a bola para um corredor, que avança com ela pelo campo, desviando dos defensores;

  • jogo aéreo: o quarterback procura por um recebedor livre para lançar a bola. Se o recebedor não consegue alcançá-la antes de ela tocar o chão, o passe é dado como incompleto.

Nos dois casos, o objetivo da defesa é evitar o avanço, o que pode ser realizado de várias formas. Quando o jogador que está com a bola é derrubado e encosta o joelho ou cotovelo no chão, ocorre o tackle, que demarca o fim da jogada. Se o adversário sai com a bola pela lateral, a jogada também é finalizada.

Além disso, a defesa pode roubar a posse do adversário. Quando é o marcador que recebe o passe, por exemplo, ocorre a interceptação, e ele pode correr em direção a outra end zone para marcar um touchdown ou colocar a bola em uma boa posição de campo para o seu ataque.

Troca de posse de bola

Na NFL, a troca de posse de bola ocorre em 5 situações:

  • perda em downs: quando um time não consegue avançar pelo menos 10 jardas em 4 downs;

  • fumble: quando o jogador que está correndo deixa a bola cair no meio da jogada. A bola deve permanecer em campo e ser recuperada pelo adversário;

  • field goal mal executado: quando o time de ataque não consegue converter o chute. A jogada seguinte começa exatamente no ponto onde a bola foi finalizada;

  • punt: quando o time chuta a bola para o adversário, com o objetivo de afastar a bola de sua end zone e dificultar o ataque;

  • interceptação: quando a bola é pega no ar por um jogador do time adversário, em vez de ser recepcionada pelo time de ataque.

Atualmente, a NFL lidera a audiência da televisão nos Estados Unidos. O Superbowl 2018, que é a final da competição, atingiu mais de 100 milhões de espectadores. No Brasil, mesmo com a dificuldade inicial de entender as regras do futebol americano, o esporte vem ganhando cada vez mais adeptos, pela sua emoção aliada à estratégia que envolve as jogadas.

Você sabia que, da mesma forma que o futebol americano está crescendo no Brasil, o nosso futebol também é sucesso nos Estados Unidos? Confira, então, este artigo que fala sobre a evolução do esporte em terras americanas.

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This