Tática individual no futebol: qual a sua importância?
Futebol

Tática individual no futebol: qual a sua importância?

Escrito por Unisport Brasil

Apesar de as novas abordagens de ensino do esporte entenderem que a aprendizagem das táticas de futebol são essenciais para que o atleta desempenhe bem a sua função, a maioria dos treinadores investem na técnica durante os treinamentos. Exercícios de troca de passe, domínio e finalização são comuns nos treinos.

A tática individual no futebol é um dos conceitos que não é tão explorado pelos treinadores, e o resultado disso nada mais é do que atletas com déficits em suas posições. Mas, afinal, o que é exatamente a tática individual e qual a importância dela para o futebol?

Quer saber a resposta para esses dois questionamentos? Então é só continuar acompanhando este post especial sobre tática individual no futebol que preparamos para você!

O que é a tática individual no futebol?

Ensinar a tática individual no futebol nada mais é do que fazer com que o jogador entenda e consiga realizar com sucesso todas as jogadas que a sua posição demanda. Vale ressaltar que essas ações envolvem momentos com e sem a bola — sem a bola um jogador precisa saber se movimentar e procurar o melhor espaço. Cada posição tem as suas características, que podem variar conforme o esquema tático da equipe.

A tática, além de variar conforme a posição de cada jogador, também se diferencia em cada momento do jogo. A principal diferença ocorre quando a equipe tem ou não a posse de bola. Quando o time está com a posse da bola as ações táticas de um jogador envolvem:

  • movimentação ofensiva;
  • desmarque;
  • criação de linha de passe viabilizando a progressão da defesa ao ataque;
  • apoio ao companheiro que detém a posse de bola;
  • utilização de meios técnicos como a finta para atingir os objetivos táticos.

Se a equipe não estiver com a posse da bola as ações táticas devem ser diferenciadas:

  • recuo defensivo atrás da linha da bola;
  • impedir o progresso do adversário;
  • marcação;
  • antecipação e interceptação da bola;
  • posicionamento defensivo, ou seja, estar sempre entre o adversário e a meta.

Por que ela é importante?

A tática individual é importante para o atleta porque é o que faz com que ele seja completo. De nada adianta um jogador ter um chute potente se ele nunca está posicionado em um local propício para receber a bola e executar a finalização.

Da mesma forma, não adianta nada conseguir desarmar com eficiência se o posicionamento não o faz estar perto do oponente quando o mesmo está com a posse da bola. A técnica se soma com a tática individual para que um jogador possa ter diversos recursos e consiga ser uma peça importante no esquema tático do treinador.

Quais são as táticas individuais conforme cada posição do futebol?

Neste tópico mostraremos um pouco do que cada jogador precisa aprender taticamente para ser um atleta completo. Confira!

Zagueiro

O primeiro ensinamento tático para todo zagueiro ou qualquer atleta que estiver cobrindo o setor defensivo é com relação à posição: ele deve sempre se manter entre o adversário e a meta.

Essa ação dificulta a finalização. Além disso, o zagueiro precisa ser um bom marcador no 1×1, realizando ações de desarmes. Ele também tem a função de dar cobertura no ataque quando o companheiro a sua frente estiver com a bola.

Lateral

Os laterais precisam aprender táticas defensivas e ofensivas. Na defesa, esse jogador precisa saber o que fazer principalmente em situações de cobertura de um companheiro, ou em uma jogada de marcação direta 1×1.

De todo modo, os laterais devem ser bons desarmadores. No ataque, eles devem conseguir encontrar a melhor posição para fazer um cruzamento com precisão, ou para invadir a área do adversário com um ângulo correto para a finalização da jogada.

Apesar desse jogador exercer importantes funções ofensivas e defensivas, é raro encontrar um atleta que consiga atuar nas laterais por completo. Normalmente o jogador é deficitário em alguma de suas funções, o que pode comprometer o desempenho dele próprio e da equipe.

Volante

O volante é o atleta que joga próximo ao meio de campo e faz a progressão da defesa para o ataque, procurando os meias para um passe certeiro. Para essa função ele precisa ter uma boa visão de jogo.

É dele também a responsabilidade de recuperar a posse de bola, impedindo que o time adversário avance. Dependendo do esquema tático da equipe, o volante pode desempenhar uma função mais defensiva ou ofensiva — e é por esse motivo que ele precisa ser bom nas duas.

Meio campo

Os meias são jogadores habilidosos e com bastante técnica com a bola nos pés. Eles precisam ter boas estratégias de desarme, passe e antecipação. Além desses fundamentos, os meias também desempenham uma importante função tática, sendo necessário que tenham uma visão completa do jogo.

Eles estão constantemente em movimentação, seja com a bola ou sem ela. Quando não estão com a posse da bola, precisam criar linhas de passe inteligente, a fim de que o companheiro consiga encontrá-las livres de marcação.

Já quando estão com a posse da bola, os meias devem ter uma visão de jogo rápida, para conseguir observar o deslocamento dos atletas da mesma equipe, ao mesmo tempo em que correm com a bola.

Os meias também têm funções defensivas principalmente de cobertura. Eles fecham as laterais ou o corredor central, conforme o posicionamento dos seus companheiros.

Atacante

O atacante é um jogador de movimentação. Ele precisa ter uma boa leitura de jogo, criar espaços, ocupar os lados e puxar a marcação. Ele é um jogador ofensivo, responsável por armar as jogadas de ataque.

Além da função de ataque, esse atleta também é o primeiro jogador a confrontar a marcação do time adversário. É função dele cercar o goleiro e os primeiros zagueiros que venham a receber ou ter o domínio da bola. A principal tática de defesa do atacante é a antecipação.

Centroavante

O centroavante é o atleta mais adiantado do time — ele tem como função principal a finalização das jogadas. Essa função exige muita técnica para acertar chutes e cabeceios. Mas, além disso, esse jogador precisa ser muito tático. A jogada de ataque costuma ser muito veloz, sendo assim, ele deve ter uma movimentação ágil para se livrar da marcação e ocupar um espaço vazio, que dê condições para que a jogada possa ser finalizada com êxito.

Conhecer sobre as táticas de futebol e principalmente sobre a tática individual no futebol permite que o treinador possa formar jogadores mais efetivos. Existem alguns cursos que têm a finalidade de ensinar um pouco mais sobre esse assunto, e essa é uma excelente forma que os profissionais da área podem utilizar para estarem sempre atualizados.

Agora você já sabe que um atleta de um time de futebol precisa conhecer os elementos táticos e técnicos para conseguir compreender o esquema tático da sua equipe. Então, que tal ficar por dentro de outros assuntos relacionados à área do esporte e do futebol? Siga a nossa página no Facebook e confira as nossas postagens!

Quer se tornar um especialista da área esportiva?

Assine e receba informações gratuitas sobre treinamentos e as melhores práticas esportivas!

Sobre o autor

Unisport Brasil

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This